Minha Irmã Pt.1

Um conto erótico de Francisco.M
Categoria: Heterossexual
Data: 11/10/2020 02:32:07
Última revisão: 11/10/2020 04:10:45

Pra começar, vou relatar coisas que aconteceram mesmo, e esse é o meu primeiro conto, então vou começar me apresentando, meu nome é Francisco, tenho 19 anos, sou negro pouco retinto, magro, tenho 1,82m mas com um corpo bem definido, sempre pratiquei natação e boxe, e por conta disso sempre estive em forma. Não que eu seja excepcional nessas coisas, mas sempre fui bem aplicado nisso e em tudo que faço.

Esse conto é sobre minha irmã e a mudança da nossa relação nesses últimos meses. Tenho tenho duas irmãs, uma de 14 e outra de 16, Júlia e Fernanda, além de um irmão mais novo, de 4 anos, que minha mãe teve com outro marido, moramos no sudeste, nós quatro e minha mãe. Acontece, que como quando minha mãe se separou do marido quando éramos novos, eu acabei me tornando o homem da casa, o irmãozão que cuidava de todos, até por isso acabei sendo tão responsável nas coisas do dia a dia. Minha mãe trabalha o dia todo, então quando as meninas chegam da escola eu faço o almoço e falo quem vai fazer cada coisa, e elas sempre brigam sobre quem vai fazer o que. Elas são muito diferentes uma da outra, apesar de terem uma idade próxima, júlia é a mais nova, tem 14 anos, cabelo ondulado longo, ela é linda, olhos cor de mel, uma cintura bem grossinha, lábios carnudos, bem baixinha, deve ter um metro e cinquenta e pouco, corpo já bem desenvolvido, com uma bunda bem grande e peitos médios, e uma coisa que me chama a atenção mas pode parecer estranho, ela tem um cheirinho doce. A Júlia é super carinhosa, super sensível e intuitiva, tem um monte de amigos, e sempre foi muito próxima de mim, sempre brincamos muito, e lá em casa ninguém nunca teve medo de se abraçar sabe, sempre tocamos uns aos outros, sendo bem próximos, então isso sempre rolou entre a gente com a maior naturalidade do mundo. Do outro lado, tem a Fernanda, ela é mais alta, tem seus um e sessenta e tanto, mais magra, e bem mais na dela, a mais otaku da casa sem dúvida hahaha, nunca deu problema pra ninguém, e sempre tá lá pra gente, tem poucos amigos, mas é super carinhosa também, mas só com quem é próximo. Ela é muito esperta, e querendo ou não, cuida também de muita coisa aqui, vai super bem na escola e é super minha amiga, apesar de que quando éramos mais novos tínhamos nossos problemas kk, bom, eu sempre gostei muiito das duas, e sempre conseguia ajudar nas brigas e tals, mas ultimamente as coisas tem ficado pior, elas brigam muito mais, e eu agora na faculdade, que estudo a noite pra cuidar da casa durante o dia, estou muito estressado, sempre cansado, e acaba que elas brigarem quando minha mãe chega e eu não tô, enche o saco.

Eu sempre fui mais próximo da Júlia, apesar de ser amigo da minha outra irmã né, mas eu e Júlia brincávamos muito mais e isso era até motivo da Fernanda chamar a Júlia de infantil…bom, recentemente eu encontrei um cigarro com a Fernanda, e como eu também fumava, sem a mãe saber acabei cobrindo pra ela, e depois disso, fumamos uma vez juntos e passamos a conversar bem mais, ao mesmo tempo, que o fato de eu estar estressado, fazia eu querer brincar muito menos, via menos coisas com a Júlia e tudo mais, tinha até uma série que assistíamos que eu acabei parando de ver só por esse cansaço, e quando isso aconteceu, eu comecei a perceber ela bem mais distante mesmo, tipo, ela ficava perto de mim mas não falava comigo, não me abraçava nem nada, parece que queria mostrar que não tava falando comigo.

Então, eu tava nessa, meio deprimido, conversando com a Fernanda bastante quando estávamos em casa, e com a Júlia na dela, tipo, essas coisas acontecem e tals, é normal, então nem esperava nada diferente. Aqui em casa, temos uma boa situação financeira sabe, um dos motivos da mãe ralar tanto, mas por conta disso nós temos uma casa boa, com um quarto pra cada, o meu e da minha mãe são suítes, mas os da meninas e do meu irmão são bem bons também. Mesmo que eu estivesse passando por essa situação meio pra baixo, tava tudo ótimo, e nessa época eu comecei a namorar, Luma o nome dela, depois eu falo sobre ela se render isso aqui. Mas continuando, como vocês podem imaginar, meu namoro gerou muito ciúmes aqui em casa, mas não dei muita bola, até que começou a quarentena… o começo rolou muita coisa e foi bem loko, fiquei muito tempo sem ver minha namorada e isso tava mexendo comigo, sério, não poder sair nem nada, comecei a me trancar no quarto, e me masturbava bem mais.

Bom, com a faculdade a distância eu ficava em casa o dia todo, minha mãe continuava a trabalhar, e a Fernanda começou a trabalhar num estágio lá, aí pronto, ficava eu e Júlia das 13h até às 19h sozinhos, pelo menos umas três vezes por semana, (ah sim, nessa época, o Miguel meu irmão, tava com o pai dele, na verdade na casa da vó dele por causa da quarentena e tals).

Domingo, to no meu quarto, e bate na por a a Júlia, bem animada, me falando que tava planejando fazer uma sessão de filme a noite, pra nois 4 nós divertimos um pouco, já que a mãe estaria em casa. Eu ainda de short, abri um sorriso e falei que sim, que tava animado e ia ser muito bom, dei uma abraço nela e na hora ela me abraçou de volta bem forte, e deu pra ver que ela tava com saudade de mim e tals, falei denovo que ia sim, e deixei ela escolher os filmes. A noite, tamo lá, os 4 na sala, temos 2 sofás em L na sala, e do outro lado a tv, eu sentei no sofá de frente pra ela, peguei umas cobertas e me cobri, a Fernanda e ficou no outro sofá e minha mãe colocou um colchão no chão, aí chega a Júlia com o filme, coloca lá na Netflix e vem direto pro mesmo sofá que eu, pegando uma coberta e ficando do meu lado. O filme, era um genérico de romance, garota especial conhece menino rebelde, aquele rolê lá, e começamos a ver, a Fernanda logo começou a mexer no celular, olhando pro outro lado, e minha mãe lá vendo o filme sonolenta, quando sinto, o pé da Júlia na frente entrando dentro da minha coberta, eu vou dizer, tenho um pouco de tesão em pé, e o dela é bem pequenininho, linsinho, eu não achei nada de mais na hora, mas percebi né, e depois de uns 20 minutos, estávamos já, bem encostados, ela e eu basicamente compartilhando as cobertas, o pé dela em baixo da minha coxa, e nois dois quentes sabe, bem quente mas sem mexer um músculo, vendo quietinhos, minha mãe levanta de supetão e fala que vai fazer uma pipoca, essa era uma situação que eu nunca tinha passado com minha irmã, apesar de já termos dormido juntos, nunca foi com aquele clima, então eu já dei uma mexida e falei que ia pausar o filme, ainda aéreo pensando coisa, na hora já pensei que tava viajando sabe, até que a Júlia levanta, e me manda um beijinho, bem sutil, só fazendo um biquinho, e vai pra cozinha, eu na hora achei muito diferente do normal, mas deixei rolar, ela tava suando sabe, com uma regata e um shortinho rosa, daqueles de pijama. Da uns 10 min, eu já conversando com a Fernanda sobre o filme ser genérico e voltam as duas, a Júlia senta no sofá comigo, meio que entre eu e a Fernanda,

e fica distante, eu continuo conversando com ela, minha mãe manda ligar o filme e eu puff, liguei, apaga a luz e eu ainda conversando, até que a Júlia manda a gente calar a boca e ver, quando ela falou isso, na mesma hora puxou as duas cobertas juntou e jogou em cima de nois dois, deixando ela dupla mais quente, e foi com tudo pra trás, colando em mim, a bundinha dela encostada na minha coxa, eu realmente fiquei quieto e comecei a ver o filme, uns 3 minutos depois reparo ela se mexendo, como se tivesse rebolando bem de leve, eu olhei sério pra ela, e coloquei minha mãe em cima da cocha dela, segurando pra ela parar de se mexer, ela segurou minha mão, e deu um beliscão, e deu uma rebolada bem forte em mim, e deu um sorrisinho, pronto, entrei na brincadeira, quis dar um susto nela sabe, aí virei de lado, e joguei ela pra frente, deixando nois dois deitados, com ela na minha frente, e encostei as costas no apoio do sofá, e botei a mão na cintura dela, ela pegou a mão dela, botou em cima da minha e apertou, mas sem beliscar, isso tudo, a gente já quente, suando dentro da coberta, eu puxo ela pra trás, e pra mim surpresa ela vem, e encosta a bundinha no meu pau, que já tava duro, na hora ela virou pra trás e deu uma risadinha, acho que minha mãe percebeu, mas não disse nada, mas a Júlia não saiu, ficou encostadinha, e fomos vendo o filme, eu encoxando ela, dava pra sentir a bunda dela, bem molinha, larga, perfeita, eu acho que ela tava sem calcinha, eu tava de short e cueca, o filme inteirinho passou rápido e nem vimos, bom pelo menos eu não vi, minha mão já tava em cima da dela segurando e eventualmente fazendo uns carinhos, meus dedos ficaram super suados e os delas também mas não soltamos, enois dois colados, eu sentindo o cheiro do cabelo dela e também da pele, aquele cheiro doce, quando a gente viu que acabou na hora ela disse que queria ver outro e colocou com o controle, bem rápido e sem sair muito da posição, minha mãe disse que por ela tudo bem mas tava já quase dormindo,a Fernanda não falou nada ficou lá na dela entretida com o celular, o filme começa e ela encosta denovo, se ajeitando e esfregando em mim, na hora eu tiro o cabelo dela do pescoço deixando ele livre pra mim, e dou uma mordidinha, sendo malvado com ela, provocando, meu pau, a essa altura já tava latejando, e ela continuava bem coladinha comigo, sentindo totalmente eu mexendo atras dela, até que enfiei minha mão dentro da camisa dela, em cima da barriga, e puxei ela pra trás, fazendo força, mais ou menos essa hora a Fernanda levantou pra ir pro quarto, eu fingi que tava dormindo já, ela falou alguma coisa e subiu, dizendo que ia dormir, e pra gente não deixar a mãe dormir na sala, pronto, nois dois lá, eu com minha mão na barriga dela começo a descer, entro dentro do short, ela realmente tava a sem calcinha, noooossa, quando senti os primeiros pelinhos dela, fininhos bem curtinhos, ela provavelmente já tinha se depilado, fiquei Loko, com minha outra mão abaixei minha cueca e fiquei só com o shorts entre eu e ela, e voltamos a nos tocar enquanto eu mexia meus dedos bem se leve passando por ela, meu pau latejava na bundinha dela. As mãos dela tavam uma no rosto e a outro em cima da minha, até uma hora, que ela bota a mão pra trás, abaixa meu short e puxa de lado a pijama dela, eu fiquei bem chocado com a atitude dela, e foi a primeira vez que tocou meu pau, eu tava com ele já doendo de tanto tesão, nem tava pensando direito, ela toda sem jeito, punhetou ele umas 3 vezes e deu um leve puxão levando ele pra frente, foi aí que senti que ela tinha colocado o short pro lado, e senti ela molhadinha na minha frente, nossa, na hora encostei meu pau na bucetinha dela, e coloquei dentro do short dela pela lateral de trás, ela segurou meu pau com muita força, empurrando ele com tudo pra bucetinha dela, na mesma hora com a outra mão começou a se tocar bem de levinho, não ficamos nisso 30 segundos, ela começou a ofegar, e senti que ela tava gozando segurando meu pau e a bucetinha dela, que loucura... ela gozando com tudo no meu pau, começou a se tremeulr todinha em mim, toda suada, quando olhou pra trás, tava com a boca aberta, arfando, fazendo a cara mais safada que já tinha visto ela fazer a vida todinha, como se tivesse realizado tudo que queria naquela hora, um rostinho sapeca e eu ainda morrendo de tesão, agarrei ela forte e falei no ouvido dela.

- Olha, você não faz isso… que eu te como ein. Ela olhou pra mim gemeu um pouquinho, le empinou um pouquinho aquela bundinha pra mim.

Eu sem pensar muito, peguei meu pau e comecei a procurar a grutinha dela, quando acertei comecei a empurrar, senti o cabacinho dela fazer força pra não romper, ela deu um pulo pra frente, e na hora, hora bateu uma feelings pesado pensei na hora o que eu tava fazendo, eu tirei meu pau, botei ele mais pra frente e esfreguei na bucetinha dela, entre as cochas, até gozar, nem demorei ela tava muito molhada, o cheiro dela o calor no meu pau, e toda aquela situação fez eu melar a calcinha dela todinha, logo aí já recobrei um pouco a cabeça, me guardei dentro do short , e virei de barriga pra cima, depois disso até levantei e falei que ia dormir, minha mãe meio que acordou, e a gente foi guardar as coisas e tals e eu fui pro meu quarto, quase chegando na porta a Júlia vem atrás de mim, e quando entrando na porta ela me segura assim pela camisa, me puxa e fala bem baixinho:

- Na próxima vez eu aguento tá. Deu um selinho em mim, e foi pro quarto rebolando no corredor.

Minha mão ainda tava com o cheiro dela, eu fiquei Loko com ela ter me beijado e entrei no quarto e toquei umas duas, foi assim que as coisas começaram, depois eu conto como eu e ela nos envolvemos depois disso, e o que tive com a Fernanda também. Até. Desculpem se o texto ficou muito longo, e espero que tenham gostado. Tô lendo os comentários tudo.


Este conto recebeu 42 estrelas.
Incentive Francisco.M a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
15/10/2020 23:38:53
Olá, me chamo Leonardo e gostaria de conversar de forma respeitosa, sem julgamentos e preconceito com pessoas que curte, prática e deseja praticar incesto, meu e-mail
12/10/2020 01:02:31
Muito bom, espero que publique logo a continuação.
11/10/2020 17:16:50
Excelente
11/10/2020 14:04:21
Gostei bastante, tem muito potencial. Espero que contínua, amigo, muito excitante sua estória.
11/10/2020 10:55:08
Porra, muito bom, ler esse conto e depois ver esse vídeo de sexo a três me fez gozar gostoso. Link do vídeo> />
11/10/2020 09:53:32
Porra, muito bom, ler esse conto e depois ver esse vídeo de sexo a três me fez gozar gostoso. Link do vídeo> />
11/10/2020 03:59:16
Strovenga , escrevi pelo celular, por isso os erros, dei uma corrigida aqui, espero que esteja melhor
11/10/2020 03:26:28
"Minha mãe já tava em cima segurando a dela", "eu com minha mãe na barriga dela começo a descer". Amigo, dá uma revisada no texto antes de publicar. Esses são só dois exemplos em que você troca mão por mãe. Faz uma revisão aí, ok?

Listas em que este conto está presente



pornodoido mulher ve o marico comendo sua filha e resolve se vingar com entiadoCrente gostosa quer cacetao contosmao no cuxvidioseu, minha namorada, minha namorada e meu tioincesto brasilminha irma chorou quando tirei seu cabacinhocontoeroticos namorada rodadaContos eroticos elacarecadei pro meu sogro na casa de.praiaputas abixar uma boa fodaporno irma tremendo no pau ate o fundoContos eróticos gay brincando de esconde esconde no sítio do tiu e deumorador. de rua sendo bulinado ate gozarxvidios outros purai favoritosmulher nua de quadrio largo e peito gostosonovinha brasileira encara pau enorme e chora ponodoidoChupadoras mãe e filhinho contoseroticoscontos chupador de xoxotaConto erotico andei mancando depois do negaoconto erotico meu pai meu macho meu homemminha esposa queria rola grande eu arumei ela quiz fugi eu segurei e mandei soca todomagrinha quartuda pordo doidobaixar video Enteada safadinha bem cadela transando com seu padrasto sem vergonha. Bem putinha ela foi ate o quarto do padrasto e la pegou ele dormindo, tirando a cueca delecontos meu tio pauzaovideo gay vésatil minha irman adora pagar cofrinho xvideocontos eróticos bizarrowww.casadoscontos branquela arrombadaContos eroticos de mulheres com grelo grandes gratisconto + de conchinha com meu filhoconto erotico vadia cadela sitioxvideos maromba rebolando no pau bunda grande durinhamulher do Espanto dopando a mais gostosacomo meu tio roludo e comedor comeu minha esposa novinha 1° contossou neto mas tenho muito tesão na minha avó vontade de f****escravo da esposa scatcontos eróticos no colosexo tesao caricia exitante gemido passadas de maos nos seiso na bucetaporno amador mulheres lanbendo o pao do homem devagarinho até gozarMachos marumbados sexo gayyaho tias vocês ja imaginario trasando com sobrinhosminha tia e eu e meu tio contosselmabrasilCasa dos contos minha mulher falou que todos a comeram que eu sou cornocontos eroticos viciada no meu paucasa dos contos eroticos lesbicosrabaowww.bbucetas rarasmeu primeiro analchupano pau groso na marraxvidio.comnó do cachorro incha zoofilia dicasme fode seu desgraçadopassou guspe e comeu meu cupornô com duas vinha beijadoo pai dançandoquero ver mulher pelada na praia de nudismo negão do pau bem grande com cimentofrecando a paciencia do brutoputaria brasileira posicao papai e mamae pra salvar no celularamitos drmindo com amigo cacetudo e sentindo a vara cotucar seu rabo contos eroticoswww.xvideos mulheres fodendo festejando a vitoria do Brasil Nuas mamar maeputasfotos+de++buceta+com++calcinhacontos bebeu demaisgostosa mae encurralando o namorado da sua filha no pornodoidocontos minha mulher aceito levar um doutado de26cm para nossa camacontos so homens gemeos transandovideos de homem pecando na puçeta de a coroaxxx amigo. covida. marido ele. muihe. dele. come. xora. pau. olhacontos eróticos de incesto mamae muito carente dengosapadastro abusa das intiadinhascomi a xana zeradafodido pelo mendigo roludo contos gayralado rola cu vertido x vidiocontos sofia cobre a sandrine pra mim papaiestupro esposa contos eroticosgrannyzoofila.comconto eroticos de sentadaminha irmanzinha perdeno cabainho pro cachorro enormeCONTOSPORNO.insetos.nenémsocando na enteada gravida de jundiaiwww xvidios .com coroa recomprnsa a passada a mao na bunda delavídeo porno da tia gostosa dando pra sobrinha saida agua do olhofudendo o cuzao da pomba gira cavaloPorno contos pais e maes iniciando suas meninas no incesto com carinho e muito gozogostosas. culpado roludassafadas brasileiras vantage de muito trepadas porbodoidonovinhas delicia purasexoxvideos novinha aprendendo a polotar moto