Meu Bromance da Faculdade - Parte 9

Parte 9

Antes do inicio das aulas

Ele assim fez, segurou em minha cabeça com as duas mãos, mandou que eu abrisse a minha boca e assim que eu obedeci, de imediato começou a socar com raiva, sentia o pau várias por várias vezes tocar a minha garganta, me deixando sem ar, e sempre quando ele percebia isso, ele me soltava e perguntava se eu estava bem ou se eu queria que ele parasse, achava isso fofo, mas assim que eu respondia que estava todo ok, ele voltava a socar seu mastro na minha boca como um animal no cio. Ficamos dessa maneira por um bom tempo, até que ele falou:

Pedro – É melhor a gente parar não quero gozar na sua boca... agora.

Eu – Tá bom, não quero isso... agora né.

Já tinha dado pra entender que dormiria com gosto do leite daquele macho na minha boca.

Pedro – Deita aí, virado pra cima.

Achei que viria pica pra dentro nessa hora, então abri bem minhas pernas e fiquei de frango assado. Mas pra minha surpresa ele me falou:

Pedro – Quero chupar o teu pau, me ensina como fazer tão gostoso quanto você fez em mim man.

Eu – Sério? Se você não quiser não precisa fazer. Você vai querer fazer isso mesmo?

Pedro – Quero sim mano, hoje á tarde você me ensinou algo, o que servir de prazer pra um tem que servir pro outro.

Eu – Isso significa que você também vai me dar?

Pedro – Vou sim man, só tenha paciência comigo porque vai ser minha primeira vez (ficou sem graça e falou), chupando um pau e dando o meu... cu.

Eu – Fica tranquilo cara, vou ser paciente com você e te ensinar o que eu sei, só relaxe e aproveite.

Pedro – E agora como é que eu faço pra começar te chupar do jeito que tu gosta, mano?

Foi estranho ouvir o Pedro falando isso, primeiro porque ali eu tive a total certeza que ele nunca tinha feito nem sequer um troca a troca na adolescência dele, e segundo como eu iria ensinar ele. Lembrei da minha primeira vez com outro homem, foi com o meu primo mais velho o Henrique (sim, eu já transei com dois dos meus primos), e como ele foi cuidadoso comigo, resolvi fazer igual a ele fez comigo e já para saciar uma possível curiosidade de vocês o Junior sabia do Henrique porém o Henrique nunca soube o que rolava com o Junior, quando eu terminar essa parte da história caso vocês queiram saber como rolou, é só me lembrar lá nos comentários. Continuando...

Eu – Pê, pra chupar é só você fazer comigo como você gosta que façam em você e cuidado com os dentes.

Pedro – Mas como eu começo man? Isso é estranho pra mim.

Eu – Primeiro encoste nele e sente o cheiro dele, depois segura ele e vai passando a língua na cabeça.

Ele fez do jeito que eu falei, meu pau já estava um pouco babado e quando ele passou a língua, ele fez uma cara de nojo quando sentiu o gosto.

Eu – Você tem certeza que quer fazer isso cara?

Pedro não me respondeu, ao invés disso deu uma chupada voraz na cabeça do meu pau, sugando tudo o que pode, levantou a cabeça, me olhou e disse:

Pedro – Já te disse que eu quero.

Eu – Beleza então, cai de boca aí e faz isso me olhando cara.

Ele continuou chupando só a cabeça e passando a sua língua quente na minha rola que estava pulsando de tesão.

Eu – Toca uma punheta de leve enquanto tá me chupando véi.

Ele confirmou o meu comando com uma piscada de olho pra mim, mas me surpreendi quando ele colocou o máximo que conseguiu na sua boca engolindo a minha pica, chupou meio sem jeito mas estava bem gostosinho, ele ficou chupando assim por um tempo e quando meu pau já estava bem babado ele fez como eu mandei. O boquete estava melhorando, ele já estava pegando o jeito, eu até soltava uns gemidinhos bem baixinho vendo aquele cara lindo me chupando. Levei a minha mão gentilmente até sua cabeça, alisei o seu rosto rapidamente e fui conduzindo os seus movimentos enquanto ele me chupava, eu sentia vontade de socar com força na sua boca mas era a primeira vez dele fazendo aquilo e sabia que naquela noite não seria o momento de fazer isso, não queria deixar ele assustado. Depois de algum tempo me mamando, achei que já era a hora de avançar um pouco mais, o puxei até mim, o beijei um pouco e falei:

Eu – E aí, já tá bom de chupar né.

Pedro – Também acho mano, quem vai comer primeiro?

Eu – Você vem primeiro, vai ser melhor pra te deixar mais relaxado.

Pedro – beleza então, vira esse rabo gostoso pra cima.

Eu – Mas vai com calma, tem muito tempo que eu dei pra alguém.

Pedro – Agora é você que tem que confiar em mim, pode ser minha primeira vez com um homem, mas não é a primeira vez que como um cuzinho.

Eu – Tá se achando demais.

Pedro – Relaxe, eu tenho umas coisinha aqui que pode ajudar.

Ele abriu o guarda-roupa, pegou uma caixa que tinha camisinhas e várias amostras grátis de cremes variados, ele pegou umas camisinhas e um gel lubrificante, eu fiquei me perguntando porque ele teria gel lubrificante mas imaginei que ele usasse pra tocar punheta, mas depois com certeza eu iria perguntar pra ele só para tirar a dúvida. Ele me ajeitou no colchão de modo que eu ficasse de bem empinado apontando meu cuzinho pra ele, eu já esperava que ele passasse o gel em mim, no entanto, pra minha surpresa ele fez algo que eu já tinha feito várias vezes mas ninguém nunca tinha feito em mim, ele começou um cunete maravilhoso e eu descobri naquele momento a oitava maravilha do mundo. Eu imaginava que devia ser gostoso e via que os caras amavam quando eu fazia mas não tinha noção que era algo tão maravilhoso, já tinha pedido uma vez pro Junior fazer isso em mim, mas ele dizia que sentia nojo só de pensar, então se ele que era meu primo, amante e meu melhor amigo não iria fazer, como eu ia chegar em qualquer outro cara ou em uma mina e pedir isso. Com aquelas línguadas eu ia no céu e voltava, meu cu estava piscando demais, e foi quando ele pegou um pouco do gel e passou no meu cuzinho, era um pouquinho gelado e ele deixou bem na entrada do meu cuzinho, primeiro ele enfiou um dedo bem devagarzinho, não entrou tão fácil mas o gel ajudava quando o finalmente entrou ele ficou um tempo parado para me acostumar, eu sentia o seu dedo me penetrando.

Pedro – Man, eu não fazia ideia que tu era tão apertado assim.

Eu – Tu tá achando que eu dando meu rabo pra todo mundo é véi?

Pedro – Não, né isso não mano.

Eu – O que é então cara?

Pedro – É que eu não sei se tu vai aguentar, tu sabe que o meu pau é grosso, não quero te machucar.

Eu – Relaxe, você não vai me machucar e eu sei disso, agora continua aí que tá bom.

Pedro estava tirando e colocando o dedo devagar, eu reparei que já não havia mais dificuldade, ele parou e eu senti que ele colocou um pouco mais daquele gel em mim, fiquei até meio assustado achando ele já iria tentar colocar o seu pau porque uma coisa é um dedo entrando fácil outra coisa seria aquele pau grosso, mas o que ele colocou no meu cuzinho foi um segundo dedo, e logo depois um terceiro dedo, e ficou socando aqueles dedos com vontade, no inicio doeu um pouco mas depois relaxei. Ele parou de socar os dedos e me falou:

Pedro – Vou botar meu pau agora viu?

Eu – Beleza, mas vai com calma já faz um tempo que eu não dou pra ninguém.

Pedro – Fique tranquilo, eu sei o que eu tô fazendo mano.

Eu – Convencido, mas bora ver se é isso mesmo.

Ele passou mais um pouco daquele gel em mim e passou no seu pau também, me pediu para ficar de frango assado e eu o fiz, essa é a minha posição favorita para ser comido ou para comer, gosto de olhar nos olhos da pessoa e ver o prazer na cara de quem estiver comigo. Ele pegou o travesseiro e colocou em baixo das minhas costas e colocou uma camisinha, ele começou a roçar o seu pau no cuzinho, que piscava quando era tocado por aquele mastro quente e escorregadio. Pedro foi forçando devagar o seu pau, mas não enfiava ele se afastava e depois fazia tudo de novo, o Pedro realmente sabia como comer um cuzinho, porque a cada vez que ele fazia mais vontade eu sentia de ser preenchido por aquele pau, não me sentia nenhum pouco nervoso e a visão que eu tinha dele segurando o seu pau tentando me penetrar era muito excitante, eu pago pau no corpo do Pedro. Ele forçou mais uma vez só que dessa vez ele não se afastou, senti meu cuzinho abrindo aos poucos e por incrível que pareça não doeu nenhum um pouco, estava muito bem lubrificada e ele era cuidadoso, quando senti que a cabeça do seu pau já tinha entrado eu gemi baixinho, ele parou e falou:

Pedro – Tá doendo?

Eu – Não cara, tá bom.

Pedro – Posso continuar?

Eu – Pode sim mano.

Ele voltou a enfiar o seu pau em mim, e a cada centímetro que entrava eu sentia que ele me abria mais um pouco, puta que pariu aquilo estava muito gostoso, e foi assim até eu sentir a sua virilha encostar em mim, estava tudo dentro agora nessa hora lembro que meu cu contraiu engolindo o seu pau e eu sabia que isso dava um tesão enorme em quem tá comendo porque eu adorava quando isso acontecia enquanto eu estava socando minha rola em alguém. Ele começou a meter bem devagar e sempre me olhando, um macho como o Pedro estava me comendo gostoso, com carinho e de uma maneira muito mais carinhosa do que eu imaginava em minhas punhetas em sua homenagem, sempre imaginava que ele transava de uma maneira mais bruta e selvagem por que isso sim era mais parecido com ele e com a sua personalidade. Sem tirar o pau de dentro de mim ele se deitou por cima, seu corpo estava quente como sempre, ele estava começando a ficar suado, mas continuava com o cheiro do seu perfume, ele me beijou e eu o abracei. Ele continuava socando o seu pau em mim e eu sentia cada centímetro dele durante aquele vai e vem que começava a acelerar, eu continuava gemendo baixo mais agora estava sufocado por sua boca molhada em um beijo que não merecia ter um fim, ficamos assim por um bom tempo até que ele falou:

Pedro – Sua vez agora, senão vou acabar gozando dentro man.

Eu – Beleza então, deita de frango assado cara.

Eu sabia que aquela altura ele estaria bem mais relaxado, afinal de contas ele estava perto de gozar segundo ele mesmo falou, nós trocamos de lugar e ficamos exatamente onde o outro estava, quando olhei pra aquele bunda bem durinha que me enchia de tesão cai de boca na mesma hora, eu parecia um animal faminto se tem uma coisa que eu amo é chupar um cu de macho, e mais ainda aquele do Pedro que eu sabia que era virgem, eu seria o primeiro homem a preencher aquele rabo com um pau, eu sabia que não poderia fazer igual eu fiz com o Junior, afinal de contas não queria deixar ele traumatizado e sabia que iria querer repetir com toda certeza. Chupei aquele cuzinho como se fosse o único que existisse no planeta, eu sabia que ele estava curtindo pelos som dos gemidos sufocados que ele soltava, levantei um pouco a minha cabeça para olhar para ele e o vi que com uma de suas mãos ele agarrava forte o lençol que cobria o colchão e com a outra tapava a sua boca para não fazer barulho. Voltei a chupar quando de repente sinto uma mão em minha cabeça me pressionando contra aquele rabo, isso é o ápice do tesão de um passivo quando é chupado, sentia o seu cu piscando muito na minha língua. Resolvi parar, fiquei com medo que ele acabasse gozando e se isso acontecesse sabia que ele não iria conseguir sentir prazer sendo comido. Ele falou:

Pedro – Isso é muito bom, continua por favor?

Eu – Você vai gozar se eu continuar e eu não quero isso.

Pedro – Nunca achei que fosse sentir tanto prazer assim com uma chupada no meu cu.

Eu – É muito bom mesmo cara.

Pedro – Me fode agora mano?

Eu – Não cara, vou colocar meus dedos primeiro pra ir alargando.

Pedro – Pode colocar o seu pau logo, esquece os dedos, passa o gel aí e bota uma camisinha.

Fiz daquele jeito que ele falou, o cunete aumentou e muito fogo do Pedro, era a melhor hora pra tentar penetrar aquele cu virgem gostoso pra porra, dei algumas pinceladas com meu pau naquele só pra aumentar o tesão dele e mesmo sem meter eu já conseguia sentir ele piscando e ficando aberto pra receber vara. Segurei meu pau e comecei a colocar no seu cuzinho que continuava piscando quente e gostoso, o Pedro se contorcia na cama, me preocupei:

Eu – Tá doendo é? Você quer que eu pare?

Pedro – Não para não, é que isso tá gostoso pra caralho, soca logo maninho.

Soquei de uma vez só e ele gemeu, meu pau não é tão grosso quanto o dele mas é do mesmo tamanho como já falei antes, resolvi olhar pra ele, o seu rosto estava de lado e de boca aberta, respirando forte, mas o que eu queria é que ele me olhasse enquanto eu o estava fudendo, virei seu rosto em minha direção e a cara de prazer e tesão estava estampada em seus olhos, não resisti aquela cara de macho safado enfie dois dedos meus em sua boca e comecei a bombar, ele chupava meus dedos com um gosto o que só aumentava o meu tesão, soquei naquele cuzinho o mais forte que eu consegui, comecei a me lembrar das sacanagens que a gente fazia juntos e eu sabia que a qualquer momento iria gozar quando o Pê falou:

Pedro – Acho que eu vou gozar cara.

Eu – Também já tô querendo, mas quero fazer isso na sua boca.

Pedro – Só se eu gozar na tua também.

Eu – De boa então.

Rapidamente tirei meu pau daquele cuzinho que eu tinha acabado de tirar o cabaço, arranquei fora a camisinha, deitamos de lado na cama, ele logo enfiou o seu pau na minha boca e eu fiz o mesmo com ele e começamos a nos chupar em um 69 incrível, eu vi que meu dedos ainda tinha a sua saliva e resolvi aproveitar e enfiar meus dedos em seu cu, quando eu enfiei ele logo estranhou mais depois relaxou, comecei a sentir o estrago que tinha feito naquele através dos meus dedos, ele estava arrombado, acho que exagerei pra primeira vez de alguém mas ainda assim só de sentir aquilo fiquei com vontade de gozar e assim fiz. Gozei toda a sua boca e ele engoliu tudinho. Ele também enfiou os seu dedos em mim nesse momento e gozou na minha boca, fiz igual a ele e engoli tudo também, respiramos por um tempo, ele se levantou ligou um ventilador que estava no chão e eu nem tinha reparado antes, se deitou novamente e eu me deitei por cima dele ambos estávamos suados, mas não poderíamos ir tomar um banho sem que os pais dele escutassem e foi quando ele falou:

Pedro – Gu... isso foi uma das melhores coisas que já aconteceu comigo, obrigado, eu nunca imaginei que seria tão bom.

Eu – Que bom que você curtiu Pê, mas bora dormir agora que eu tô cansado beleza, amanhã a gente conversa mano.

Pedro – Beleza, mas amanhã bora comigo no aniversário da minha tia pode ser?? Quero te apresentar pra minha família

Eu – Me apresentar pra tua família? Como assim?

continua...

Para todos que estão acompanhando e gostando da minha história muito obrigado, estou lendo todos os comentários assim que eu tiver um pouco mais de tempo vou responder um de cada vez. Essa semana tá sendo complicado postar um por dia e possivelmente eu só consiga postar a continuação deste no sábado ou no domingo, mas a partir da semana que vem vou fazer o possivel pra postar um por dia novamente!

P.s. Como já faz muito tempo pode ser que tenha algum detalhe que eu não me lembre direito ou tenha deixado em aberto algo então se quiserem tirar alguma dúvida, ou quiser que eu explique algo me chama no meu twitter pra putaria

Twitter:


Este conto recebeu 48 estrelas.
Incentive VGbissex a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
19/04/2020 16:22:24
Muito bom,no que vai dar
17/04/2020 18:33:29
Caraca qd comecei a ler pensei que seria mais um desses contos clichês mais estou me surpreendendo com esse conto tô ansioso pelos próximos
17/04/2020 13:40:40
Concordo com o Valtersó! Também fiquei com a pulga atrás da orelha da razão do Pedro possuir tantos acessórios sexuais. Deixa a dúvida de que ele constrói uma identidade de falso hétero para apaziguar a própria consciência sobre a sua verdadeira sexualidade e de que a está a utilizar para se aproximar sexualmente do Gu sem admitir e muito menos denunciar a própria homossexualidade que ficou mais do que comprovada neste capítulo. Como bissexual sessentão conheço de cor e salteado tantas nuances destas subtilezas...
17/04/2020 06:40:29
OMG nunca vi tanta reciprocidade em un casal assim a entrega que um tem para com o outro é perfeito amo d+++++ continue pq ta perfeito ancioso pela próxima parte só tem uma coisa q nao quero q aconteça q quando voltar as aulas o velho Pedro volte tbm pq o conto esta sendo escrito antes das aulas neh kķķkk to apaixonado pelo ps dois e pela escrita q nos prende e nos deixa com gostinho de quero mais
16/04/2020 23:32:54
OMG! Será que ele vai pedir a mão do Gu? Estou torcendo demais pra isso rsrsrs esses dois tem uma química fantástica, parecem que foram feitos um para o outro rsrsrs Pedro é um fofo! incrível como sempre amigo, nota 10!
16/04/2020 23:22:08
A reciprocidade da entrega numa relação entre dois machos dá uma segurança muito maior, pois não há dominação. Mas este tipo de relacionamento implica inevitavelmente algum envolvimento amoroso. E este necessita de exclusividade incompatível com a bissexualidade. Por isso mesmo, as relações entre bissexuais são muito mais complicadas e provocam quase sempre impactos dolorosos de serem ultrapassados. O conto está muito interessante de seguir.
16/04/2020 23:21:54
Incrível como sempre man. Bom ver que Pedro está deixando aquele velho preconceito “hétero” de sempre e se entregando aos verdadeiros prazeres da vida hahah raros são os que experimentam e não querem continuar ahahah muito bom mano, show!
16/04/2020 22:25:05
Está muito top continue
16/04/2020 21:10:33
ATÉ QUE ENFIM PEDRO ESTÁ DEIXANDO DE SER AQUELE BABACA. PERCEBO ISSO JÁ A ALGUNS CAPÍTULOS. MUITO BOM MESMO. PEDRO MAIS CARINHOSO, PREOCUPADO COM O SEU PRÓPRIO PRAZER MAS TB PREOCUPADO COM O PRAZER ALHEIO. MARAVILHA ISSO. ASSIM VALE A PENA. MAS FICOU A DÚVIDA DO PORQUÊ PEDRO TER TANTOS APETRECHOS SEXUAIS GUARDADOS EM SEU QUARTO. ME DEIXOU COM A PULGA ATRÁS DA ORELHA. AH E A PROPÓSITO QUERO SIM SABER DA SUA RELAÇÃO COM SEUS DOIS PRIMOS NUM PRÓXIMO CONTO. PARABÉNS. CONTINUE.
16/04/2020 19:54:32
Bem gostoso
16/04/2020 17:47:31
poor favor
16/04/2020 17:47:25
continue logo
16/04/2020 17:47:13
bom
16/04/2020 17:23:03
Achei maravilhoso essa tua história. Romântica, fofa, intensa, sexy, gostosa. Meus parabéns. Claro que eu não sou muito fã de versatilidade, então meio que é difícil pra mim. Prefiro papéis definidos, onde ativos e passivos são bem claros na história. E nessa perspectiva, o Pedro seria o Ativo e o outro o passivo. Contudo, história que segue!
16/04/2020 16:17:52
que delicia. que gostoso.
16/04/2020 15:11:25
Eu tô gamado nessa história, todo capítulo é uma surpresa e surpresa das boas e quente😂
16/04/2020 12:41:15
A cada capítulo uma surpresa. Ta muito bom!
16/04/2020 12:40:05
Foi FODAAAAAA essa transa!! Curti demais e me excitou saber que o Pedro tava curtindo um sexo com outro homem hehe
16/04/2020 10:59:27
Maravilhosooooooooooooo
16/04/2020 09:27:23
Maravilhoso


x vídeo mulheres de 68 ano dando ategosarcontos picantes incesto mininha e menininholevantei a saia e gosei dentro mar rua xvidiovideos de sexo Dono de imóvel comendo o cu da inquilinaintiada esbugalha o olhos com pau grande no cu swxocontos eroticos,ensinando a dirigir no colinhoa minha mae obrigou meu padrasto tira a minha virgindademadrasta de camisola foi tomar agua de noiteporno sacana tio recupera rápidocontos de sexo da tetêVizinha novinha mim atendeu de tolha nao teve jeito acabei comendoporno doido reais emviado por amadores com novinhas descuidadascontos eroticos gay SEQUESTRO xvideos morritoegustavo de carinha de anjo trepanonamorada gostosasexo mulheres 80klsconto gay apaixonado por um traficantetia gostosa na chácara das demais por sobrinho ele não aguenta de tanto tesãoabrindo meu anelzinho pro criouloquadrinhos eróticos o verdureiro safadobaixar cintura para trás mexe a cintura brava agora dá uma rodadinha mexe o bumbumgostosa seasusta com o tamanho da vara na buceta xvidioSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhamulheres dando a b***** nas posições do mais Lambada pau entrando com muita forçameia prima querendo dois negao dt porno doidoCONTOS EROTICOS COMENDO CACHORRA E O CACHORRO ME COMEUapaixonado por dois brutamontes da faculdade 12meu marido trouxe o seu amigo para nos chuparmos o seu cacete dotadoprofessora safada falando putaria pro donzelopau groso egosano ebonitoxvidioporno.com qrnovinha ve liguido saino do pau do muleke primeira vesconto erotico embebedei minha esposa aproveitei comi seu cu virgemcalcinha da cunhadaler contos eroticos de padres reaisVou contar do dia que fis minha esposa gosar quenem loucaContos eroticos, tio desgraçado me arrombouxvvidios so negaiscontos eroticos filha e pai caminhoneiroensinei meus filhos a transaremcasa de contos eroticos, cadela no cioXVídeos cara tapeando o coroa de motoloirinhas da minha região, estou doidinho para acabar com seu sufrimento sexualsua puta ou seu viado o celular e meu e se quero asisti video porno tenho que asiste por que.paguei pra ter minha escolha desgraçaassistir videos oline gratis mendigo chupando a buceta da mendigaevangelicas na zoofilia com cachorrorelato erotico meu filho gosa nas calcinha minhasConto erotico pagou com a bundaporno irado sexo no salã de belezavídeo pornô caseiro rapariga tira camisinha do r$ 500conto de sexo esposa mulata do amigo de legueconto 25cm.de pica no cu da mamae/texto/200803523japonesinha chupando um pau pelo buraco da parede ver porno 10 minutos gratiseu fui encoxada pelo meu sobrinho tarqdoxvideos tarado olhando a enpregada so de calcinhacontos eróticos piscinaConto erotico carcinha cabeça cachorro doido chupando a rola do primo devagarindominha chorrou na bengala do negraõ xvdeos.commeto cazeiro pra ajeitar pau tortocontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgebbw coroa muita rabuda se exibindo totalmente pelada de sutiã sinta largabaixinha gostosa perdendo as pregas do c* e gritandoxvideofiumepornocontos eróticos menina dando o cuzinho vídeo safado mortalidadecontos eiroticos leilapornxxxvídeos deirmão chantageia a irmã gosa dentro da cua bucetaquero ve comto erotico de mulher qui foi estrupada bem novinha ainda bebe virgem do beusoConto con foto comi uma guriazinha novinha e gozei dentro delaxxxvidio resemxvideos incesto filha abracando malicia