Meu Bromance da Faculdade - Parte 7

Parte 7

Antes do inicio das aulas

Eu – Você foi muito babaca comigo ontem, e hoje eu cheguei a ficar com medo de você, não sou otário e odeio me sentir assim, então se você quiser que role alguma coisa aqui, você vai desligar o dvd e eu vou querer ouvir da sua boca o que você quer fazer, pra depois quando você pensar no que aconteceu, você também vai lembrar que foi você que me pediu, deu pra entender?

Entendam a grande maioria de nós já se sentiu usado por alguém pra depois ser descartado, e era isso que eu queria evitar que acontecesse comigo ali naquele momento, eu não queria domina-lo como fiz com o Junior, porque o Pedro é desse tipo de homem indomável e eu sabia disso, o que eu queria era dominar a situação, afinal de contas, o que rolou com ele não foi eu que tomei nenhuma atitude, sempre foi ele e isso era a primeira coisa que eu queria mostrar pra ele. Pois bem, ele abaixou a cabeça e olhou pro chão por uns segundos, depois se levantou do sofá, ele foi até o aparelho, tirou o dvd e guardou na capa.

Pedro – Beleza man, se é assim que você quer, então..., deita no sofá aí.

Fiz o que ele falou, afinal já estava quase deitado, só terminei de me ajeitar. Podia ver que ele começava a ficar sem graça, só de pensar no que ia ter que falar e isso me excitava mais.

Pedro – Eu vou tirar o meu tênis e depois vou tirar o seu também.

Acenei positivamente com a cabeça.

Pedro – Eu agora vou tirar a minha bermuda e quero que você tire a sua Gu.

Eu esperei ele tirar a bermuda dele antes de começar a tirar a minha, queria muito ver se ele ainda continuava excitado após tirar o filme, eu realmente não queria mais desculpinhas do tipo “fiquei duro vendo as gostosas”, mas sim, acho que ele já estava até mais duro do que na hora que eu segurei o pau dele, o pau dele estava tão duro que ficou muito bem desenhado naquela cueca box branca. Comecei a perceber algo no seu jeito de falar, não era mais só tesão que rolava ali, nem tão pouco obediência mas sim respeito, do jeito dele. Então resolvi tirar minha bermuda também, fiquei só de cueca assim como ele, a minha era uma box cinza, continuava duro, mantive a minha aparência firme. Por dentro estava indo á loucura com a visão perfeita que tinha dele ali, já disse antes que ele era muito gostoso e já tinha rolado uma brotheragem massa entre a gente, mas foi num ambiente com pouca luz, no qual não dava pra aproveitar por completo como agora, cada curva dos seus músculos, a entrada bem delineada da sua virilha, os seus olhos castanhos claro e o modo que ficavam me olhando só aumentava o meu tesão, reparei algo que não tinha notado antes, a sua boca, como ela era perfeita. Ele falou:

Pedro – Eu vou ir te abraçar forte agora, certo Gu... digo, é... eu posso te abraçar?

Eu – Pode sim cara.

Naquele momento, ele deitou por cima de mim e me abraçou como nunca antes ele fez, um abraço forte e caloroso, a sua cabeça encostada na minha, dava pra sentir o calor da sua respiração na minha orelha, a sua pica dura dentro da sua cueca roçava na minha em movimentos iguais como se estivesse fodendo uma buceta, sentia o corpo quente dele sobre o meu e o seu coração estava acelerado igual ao meu, ele colocou a sua mão na minha nuca e falou quase sussurrando:

Pedro – Eu agora vou morder a sua orelha, man!

Ele começou a dar leves mordiscadas na minha orelha, alternando com leves lambidas atrás dela, isso foi extremamente gostoso, senti meu corpo arrepiar todo e acho que ele percebeu, vi naquele instante que já estava completamente dominado e mesmo se eu quisesse não conseguiria mais negar nada, nem sequer reagir, ele ainda com uma mão na minha nuca, se afastou um pouco e com a outra mão, começou a alisando a minha bochecha, quando eu vi ele já estava com a mão ao redor do meu queixo e pressionando levemente, o que fazia com que minha boca ficasse levemente destacada:

Pedro - Vou te dar um beijo.

Não esperava que ele fosse falar ou fazer isso, mas ele fez. Me deu um beijo discreto, chupando bem de leve e vagarosamente meus lábios, fechei os olhos e me entreguei de vez ao gosto quente do seu beijo. Eu sentia um prazer diferente, porque naquele instante eu me senti amado e desejado de alguma maneira por alguém que eu não esperava e que antes só via como amigo. Aquele sofá já estava pequeno para nós dois, ele percebeu isso. Se levantou, me ofereceu a sua mão e falou:

Pedro – Vamos pro meu quarto?

Me levantei, segurei na sua mão e fomos pro quarto dele, o quarto dele não era grande, tinha apenas uma cama box de solteiro, um guarda-roupas de três portas com um espelho no meio e muita bagunça espalhada no resto do espaço. Ele foi até a sua cama que tinha várias roupas espalhadas e jogou de uma só vez no chão e enquanto isso observei rapidamente que tinha um pôster da ex panicat Juju Salimeni de biquini, na parte de dentro de uma das portas do seu guarda roupa que estava aberta, ele percebeu o que eu tinha visto e deu uma leve risadinha de canto de boca, que eu retribui na mesma hora. Ele encostou em mim pela frente, me deu um beijo na bochecha e falou:

Pedro - Tira a sua cueca e vem pra cama comigo, Gu.

Tirei minha cueca que já estava toda babada, enquanto ele tirava a dele e que estava do mesmo jeito, ele deitou na cama e me puxou junto com ele. Deitamos um de frente pro outro e entrelaçamos nossas pernas, ele me deu outro beijo olhando dentro dos meus olhos, segurou na minha bunda com força, me pressionou mais ainda contra o seu corpo fazendo com que os nossos paus todos babados se encostassem novamente um no outro e disse:

Pedro – Me chupa.

Eu – Não.

Ele tomou um susto.

Pedro – Porque não?

Eu – Tô sem vontade de fazer isso hoje.

Pedro – Tá bom.

Achei que isso iria cortar o clima, e por mais que eu quisesse muito chupar ele, eu não queria ser aquele amigo tido como o “viadinho” que só é procurado para o amigo se aliviar quando quer. Mas acho que isso serviu pra que eu voltasse a dominar aquela situação e talvez deixar um gosto de quero mais. Acho que isso deixou ele um pouco mais atiçado e até com uma certa raiva. Daí em um movimento meio rápido, me colocou por cima dele e disse:

Pedro - Já que você não quer me chupar, então bora ficar se esfregando igual a gente fode uma buceta, pode ser?

Confirmei com a cabeça e ele retribuiu com um sorriso, ficamos assim, entre abraços, alguns poucos beijos iguais ao que eu descrevi anteriormente, aumentamos o ritmo dos movimentos, o nosso suor já pingava e tomava conta do nosso corpo, segurei no seu pescoço o enforcando bem de leve, acho que ele gostou, porque ele apertou minha bunda numa ignorância, perguntei:

Eu – Gostou assim foi?

Ele confirmou com a cabeça, meu tesão foi a mil, tirei minhas mãos do seu pescoço, me aproximei dele e avisei no seu ouvido.

Eu – Vou gozar filho da puta.

Fiquei numa posição em cima dele e com os braços apoiados na cama, como se eu fizesse uma flexão e ele estivesse no meio, pois queria ver a minha porra espalhada naqueles gominhos da sua barriga, ele continuava segurando a minha bunda com ignorância e colocou um dedo dentro do meu cu de uma só vez, o que me fez gemer alto e gozar na mesma hora, PUTA QUE PARIU, que gozada maravilhosa, nem toquei no meu pau. Tinha porra na barriga, no peito dele e até um pouquinho em cima da sua garganta. Ele começou a se esfregar em mim com mais pressão, sabia que ele também iria gozar, o pau dele já pulsava, mas de repente ele me puxou de uma vez só contra o seu corpo, me apertou, enquanto arranhava minhas costas deu um grito engrossando sua voz e urrou alto - CARALHOOOOO! – e com o seu pau quente e pulsando muito entre nossos corpos, gozou me abraçando tão forte que quase fiquei sem ar. Ficamos respirando fundo deitados e agora aquele leite quente estava misturado no meio dos nossos corpos suados. Comigo ainda deitado, ele pegou uma cueca que estava dentro do forro do seu travesseiro que eu tive a impressão de já ter visto antes, eu me levantei e sentei em sua cama, estava todo melado de porra, olhei para o Pedro e ele terminava de se limpar e me passou aquela cueca que estava um pouco dura e cheirando a porra velha, me limpei e perguntei:

Eu – Véi essa é aquela tua cueca que tu usou pra limpar a gente lá na casa do Iago?

Pedro – É sim man, esqueci onde tinha colocado ela por isso não lavei.

Eu – Ah tô ligado, aí quando tu chegou em casa, tu colocou na fronha do teu travesseiro.

Pedro – É eu tava meio lerdo de sono man, cochilei e esqueci.

Eu – Tu dormiu sentindo o cheiro da minha porra nigrinha ruim, cuidado pra não se apaixonar por mim viu porra!

Pedro – Vai se fuder arrombado, bora tomar banho ou prefere ficar com cheiro do meu leitinho mesmo?

Eu – Bora logo tomar banho pra ver se eu me livro desse teu cheiro de ovo goro!

Saímos brincando dali, peguei minha cueca no chão do quarto dele, passamos na sala pegamos nossas roupa e entramos no banheiro, e foi a mesma putaria de sempre, um relando a mão na bunda do outro, zuação com o pinto do outro, as mesmas fuleragens de ficar um encoxando o outro, o que sempre rolava quando tomávamos banho juntos, terminamos o nosso banho sem muitas emoções, mas também acho que nem se eu quisesse tentar alguma coisa eu conseguiria, tinha trabalhado a semana toda feito um condenado e foram três noites intensas de puro tesão, gouinagem e sexo bruto, estava acabado, o que me aliviava era saber que iria ter três dias de descanso. Nos secamos, vestimos nossas roupas e fomos para sala. Quando sentamos no sofá eu falei:

Eu – Lavou, tá nova né cara!

Demos risada juntos pela piada sem graça, quando fomos ver a hora ainda iria dar 19:30 h, a nossa sessão só começaria as 21:30 h, tínhamos aí um bom tempo ainda. Eu não queria estragar o clima bom que finalmente tinha voltado rolar entre nós, mas não conseguiria ficar sem perguntar nada e fingindo que nada aconteceu, mas antes mesmo que eu pudesse puxar a conversa, ele me perguntou:

Pedro – Mano porque você me fez ficar falando as coisas que eu queria que a gente fizesse dessa vez?

Eu – Só queria ter certeza que depois do que eu te contei ontem, você não viesse pra cá me dizendo que não queria e eu que insisti para que rolasse algo e não você.

Pedro – E porque tu acha que eu faria isso mano?

Eu – Sério? Tua memória é tão curta assim cara?

Pedro – Eu não te falei nada ontem.

Eu – Sei disso e esse foi problema, depois que eu te contei que sou bi você ficou mudo de uma hora pra outra, olhando pro nada, me deixou falando sozinho e quando eu sai de perto que eu olho para trás tu tinha ido embora, fiquei me sentindo um lixo, como se eu fosse alguém diferente só porque agora você sabia de algo que eu sempre fui.

Pedro – Man, eu só estava tentando assimilar tudo o que você tinha me dito, porque eu nunca imaginei que tu ia me soltar uma bomba daquela, não sabia como me comportar ou o que dizer naquela hora.

Eu - Tu hoje me tratou de uma forma lá na frente do meu trabalho que me deixou com medo de você, depois de ter me mandado um bando de mensagem e deixar um bando de ligações no meu telefone, achei que tinha ido até lá pra me dar uma surra pelo modo como você falou comigo.

Pedro – Tu é exagerado viu, passei a noite te procurando pra conversar, pra saber o que você queria que eu falasse, ai tu se escondeu na casa da tua vó lá, mandou até as meninas mentirem, por isso que eu tava puto contigo hoje mais cedo.

Eu – Um simples “beleza tamo junto” que você me dissesse já era o bastante, porque não muda nada.

Pedro – Só isso mesmo, man?

Eu – Era só isso e outra eu não estava na casa da minha vó ontem não.

Pedro – Você estava com quem então?

Eu – Com o Junior, na casa dele com meus tios e ele lá passamos a noite inteira curtindo e meu celular tava no silencioso por isso que não vi suas chamadas.

Pedro – Então agora tá tudo explicado, pronto! Só me diz mais uma coisa.

Nessa hora fiquei morrendo de medo dele perguntar algo sobre o Junior, não sei porque, coisa de gente com culpa no cartório e não ia saber disfarçar, mas daí ele perguntou:

Pedro – Tu tá apaixonado por mim é?

Eu – Vai te fuder filho da puta.

Pedro – Fala a verdade, que tu tá apaixonadinho pelo papai aqui né?

Eu – Até te acho um puta de um cara gostoso, mas tu não tá com essa moral toda não.

Pedro – Quer dizer que você me acha gostoso né?

Falou em um tom de zuação comigo, tentando fazer uma cara de sedução que não deu certo.

Eu – Vai se ferrar seu otário. E você? Tô começando a achar que é você que tá aí de “quatro” por mim?

Pedro – Sai fora mano, tá tirando com minha cara é.

Eu – Agora, sério mesmo mano? Tu é gay? Bi? Qual é dessa parada que tá rolando entre a gente?

continua...

P.s. Como já faz muito tempo pode ser que tenha algum detalhe que eu não me lembre direito ou tenha deixado em aberto algo então se quiserem tirar alguma dúvida, ou quiser que eu explique algo me chama no meu twitter pra putaria

Twitter:


Este conto recebeu 36 estrelas.
Incentive VGbissex a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
12/04/2020 15:52:09
Claro que importa né, não é só sobre a sexualidade dele mas sim da reação dele ao responder, pode dizer muita coisa e evitar muitos problemas no futuro.
10/04/2020 22:12:48
Muito legal a atitude dele, mas a pergunta do final, achei meio nada ver. A sexualidade dele importa ?
09/04/2020 06:48:01
contonuaaaaaa por favor
07/04/2020 23:16:55
Ta ficando cada vez melhor, acho que Pedro vai mandar a mesma resposta que júnior "sou hetero curioso" que bosta kkkkk mas como sempre Enos sabemos a vdd né .
07/04/2020 22:15:12
NÃO POSSO PERDER O PRÓXIMO CAPÍTULO POR NADA NESSE MUNDO. RSSSSSSSSSSSSSSSSS PEDRO ME SURPREENDEU. APESAR DAS ZOEIRAS ACHO QUE ELE SE REDIMIU, VAMOS VER O CAMINHAR DAS COISAS. E JUNIOR COMO FICA AGORA??? TRIÂNGULOS AMOROSOS NÃO FUNCIONAM. RSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS
07/04/2020 19:31:52
Muito interessante. Parece que vai dar pano para mangas.
07/04/2020 18:14:45
cada vez melhor.
07/04/2020 17:06:12
OMG!!! Demais como sempre, a cada dia o conto fica melhor rsrsrs nota 10!!
07/04/2020 16:53:27
Bateu um tesao do caralho lendo esse conto.
07/04/2020 16:15:51
🔥


varias gosadas na buceta xpornodoidomorena de 58kg dando a bucetasexo em familìa safadao ver novinha de roupas curta e fica b punheta pensando nela e ela nao gostouxvideo com mulata levando a maior rolada no cu e si caganduxvideo tara com apacoteiracontos eróticos minha esposa se confessando com padrepadre viadotrocando com outrovingadota gozandopornô sogro troca carinho com amora no celeiroContodesafadaprive contos eroticos de gays transando com medicos pausudos em hospitaisExibicionismo em praia de nudismo lotafaContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar pes de primas novinhas com pes lindosvide o porno vovo trezeno comvidematexvideomeu tio virou dono da minha esposaconto gay estuprado pelos noiadosnotando pica no cu arrombado gay de japonesContos eroticosIrmao novinha e irmao mas velho PornorSexoanalsemdorxvideo pau pesado na sunga marcado direitinhogotinha gosrosa virgem pperdendo o cabaco com o namorado na cama dela trsandopunhetando amigoxvidio minha esposa na zoofeliasexo esposa trail marido na mesa do quiosquexnxx porno gey contos eroticos novinho pegando priminho no riachona cosinha fudensobrinha me provocando só de pijaminha porno brasilextremo judiado de socar a mao na bucetafundeno nadadoraQuadrinhos eróticos meu padrinho pauzudo me comeuwww.fotos cazeira ee mulher engatada na zofiliacontos eróticos com fotos de casadas que chegou em casa toda arrombadaxvideo pausado é rabada gozando é chorandofiui porno gozada dentro sequiso roti so buceta grandecontos eiroticos leilapornbucetao melado de parraconto de sexo porno com meu cachorro pastor alrmao fui por racaofilme casal insurportavel pornodoidoobreiro da universal punhetandoautor,Vamp19-Contos Eróticoscomendo o cuzinho zerado da morenaxvidiowww.xnxxesposa trail marido no carnaval.comcontos eróticos com mulher gostosa de Biguaçu Santa Catarinaxvidios outros purai favoritosxvideos gay foda rija negros psu grosso e compridopaguei mas gozei gostoso na filha evangelica da empregada minha contos/perfil/145858irma dormondo com o.pau do irmao na bova pornodoidonovinhas.abrir.buzentavídeo pornô daquela mulher que anda com vestido bem curtinhovideo do sogro comeu a nora depois do casamento ela esta tamando banho ela pensou que era o maridocontos eróticos fui da o cu e cagueiquero ver vídeo de menina virgem dando para homem dotado que arranca vida dela com força como se fosse um estrupo mas esse tipo como se fosse de vídeo vídeo de pornô vídeo de sexo e suas coisas Eu quero ver vídeo da simcontos eróticos chorei gritei esperneei mas aguentei tudo no c*Meu tio negrao fez arder minha buceta e cú. Conto erótico heterossexual.rapidinha com a tiapono 2017perdendo a virgimdadeaceitei ser corno blogcontos de sogro metendo pau na noraConto a faxineira de fio dental no quartoencubado flagrado dando o cua cordei com meu irmão inchendo minha buceta de porramulher infindo.o veitilado na bucetaContos eróticos- bem novinha é desvirginada e grita de dordepiladora brasileira nao aguentou ver a pica duragostosa infia bolinha explovisa na buceta e vai treparxputo sexo chupar paucontos filhinhaCharlene muito gostosa fode com negão dotadocontos eroticos menina foi brincar na casa da amiga e pai comeu amquinhana fila para o dentista e minha pica ficou dura conto eróticocontos eroticos de traição no escurinhovídeo porno da tia gostosa dando pra sobrinha saida agua do olhowww.assistir video pono de fidelidade tia a jundar sobrinho na punhenta.comNina da prassa e nossa mostrano a buceta no vidioFantasia sexual: lamber um cu cacagoxvideos buceta de menininha sem penugem bem novinha desprovida de pelofotos de gordas gostosas de cho tinhos amostran do abocetacontos eróticos comi o cuzinho e dominei minha prima putinhaCamioneiro nnervoso xsvidioquero ver a racha da xana por cima do choque por cima de shortinhopornodoido continua surpreendorainha obrigada dar buceta pro inimigodescobri que meu genro quer me comer contos eroticosnaninha xvidiosabaxa vidio porno de tio fudeno supria só nucu da safada