AOS PÉS DE CAIO – CAP 17 – ADESTRANDO O PADRASTO

Claudio foi carregando Caio até seu escritório, sua roupa social já estava toda molhada pelo suor e pela água que escorria do corpo do seu novo mestre, os joelhos da sua calça estavam começando a desfiar e seu corpo gordo e sedentário já dava sinais de cansaço, mas isso não era algo que faria Caio se comover, pelo contrário.

Chegando ao escritório Caio sentou todo esparramado em uma das poltronas... Claudio, de joelhos, tentava se recuperar da caminhada, suas costas e joelhos doíam, e seu pau estourava dentro de sua cueca. Mas não demorou para seus pensamentos serem interrompidos:

__ Tire essa porcaria de roupa, quero te ver pelado.

Em silêncio e um pouco constrangido, porem tomado pela excitação daquela situação, Claudio começou a se despir perante seu algoz. Tirou os sapatos, as meias sociais, a calça, a camisa e finalmente a cueca, deixando à mostra seu corpo peludo, com peitos e barriga salientes... Caio agora tinha um urso à sua disposição.

__ Muito bem cadelona... olha o tamanho desse pinto e dessa bunda? Até que tem um pau bem bacana aí... pena que não usa ele pra nada.. Agora essa sua bundona... vou me acaba nela.

Claudio ficou extremamente constrangido pelos comentários, sempre teve muita vergonha de sua nudez, não gostava de seu corpo, porém sempre se orgulhou do tamanho do seu pau... eram 23 cm muito bem distribuídos em um pau grosso e cabeçudo.

__ Hoje de manhã eu saí para comprar umas coisas pra gente brincar, preciso te deixar com mais cara de cadela e menos cara de poderoso empresário, por que a partir de agora você não passa de um capachão.

__ Como eu sei que você é novo nisso tudo, vou te ensinar algumas coisas. Quando estive na minha frente é pelado e de joelhos... se não estive fazendo nada vai fica alisando meus pés ou servindo de mesa de centro, agora você vai vir até aqui, ficar de joelhos e fazer um apoio para meus pés com suas mãos e a cada presente você vai me agradecer beijando meus pés. Entendeu?

__ Sim senhor, entendi perfeitamente. – Os olhos de Claudio chegavam a bilhar quando olhavam para Caio.

Dido e feito, lá estava Claudio de joelhos apoiando os pés de Caio enquanto ele revirava uma sacola preta.

__ Temos aqui uma coleira, não tem como deixar uma cedelona desse tamanho sem coleira né? __ Obrigado meu senhor, disse Claudio enquanto beijava os pés de Caio.

__ Também comprei esse chicote, palmatória e alguns plugs anais.. já que você esta aprendendo, vou ter que te adestrar direitinho. Tem ainda um anel peniano e umas calcinhas. Nunca mais você vai usa cuecas, se não quiser usar calcinha pra trabalhar, vai ir sem cuecas. Entendeu? __ Sim meu senhor, muito obrigado. Novamente os pés de Caio foram beijados.

Caio jogou a coleira na direção de Claudio que já entendeu o que fazer, colocou a coleira preta, cheia de spikes com um pingente escrito “Mestre Caio”, bastante similar com aquela utilizada por Carlos. __ Deite no chão e coloque seus pés no meu colo.

Claudio fez o que lhe foi mandado, colocou aqueles pés enormes no colo de Caio, no começo não entendeu muito bem, principalmente quando Caio começou fazer massagem em seus pés.

Seus pensamentos voaram longe... como poderia aquilo estar acontecendo com ele? E... quando menos esperava.. PÁ! Uma lambada com a palmatória de madeira em cheio na sola dos seus pés.

__ Por que esta fazendo isso? O que eu fiz?

__ Cale é boca e aguente firme, serão só 30 em cada pé e você vai contar.

__ Mas por que?

__ Agora serão 40!

__ Não estou entendendo... por que o senhor esta fazendo isso?

__ Serão 50 para você entender quem manda, enquanto não calar a boca vou aumentando, você que escolhe.

O silêncio dominou o lugar... Caio aguardou por um minuto à resposta de Claudio, nada foi dito. Ele havia entendido o recado. Pá! __ 01.. Pá! __Pá! __20... Pá! __40.. Pá! __ 50.

Claudio se contorcia de dor a cada lapada, seus pés estavam vermelhos como fogo, seus olhos marejados... mas não poderia chorar na frente do garoto. __ O pé direito já foi, agora só falta o esquerdo... vamos começa? E lá se foi tudo de novo.

Um tempo depois, os dois pés extremamente vermelhos, a dor era intensa. __ Agora fique em pé e apoie naquela mesa. Com muita dificuldade Claudio ficou em pé, seus pés pegavam fogo, foi muito difícil fica em pé e andar, mas conseguiu cumprir a ordem.

Slapt! Foi dada a primeira chicotada na sua bunda. Nem ousou questionar o motivo, apenas urrou de dor. __ Serão só 50, pode começar a contar. Slapt!... Slapt!.... Slapt! Slapt! Slapt!.... Slapt!Slapt! 50!

__ Ótimo, fica de joelhos e me agradece.

Com os olhos marejados e o corpo todo dolorido Claudio se ajoelhou e agradeceu beijando os pés de Caio. ___ Obrigado meu senhor, obrigado por me ensinar a te obedecer direito. __ Agora volte para a posição que estava, vou estrear esse cuzão.

Assustado pela surra e pelas coisas que viriam pela frente, Claudio se colocou em pé e apoiou sobre a mesa. Seus pés estavam doloridos, sua bunda estava dolorida, seus braços e joelhos também doíam. Mas ele ansiava trepar com aquele jovem tão lindo, usou todas suas forças e permaneceu em pé.

Caio como sempre não perdeu tempo e logo começou a foder seu padrasto com a habilidade costumeira, comeu sem dó e sem lubrificação...não perdoou nada, mordeu seu corpo sem se incomodar em deixar marcas, as vezes puxava sua cabeça para trás e dava cuspidas em sua boca.

Uns trinta minutos depois o gozo veio, urrando como um animal ele encheu o cú do seu ursão de porra. Um tapa bem dado na cara fez com que Claudio entendesse que era hora de ficar de joelho.

__ Depois que eu trepo eu gosto que o viado fique de joelhos e limpe meu pau. __ Sim senhor. Cláudio já sabia o que fazer, meio que por instinto começou a limpeza do pau do seu dono.

Após a limpeza, Caio foi descansar na confortável poltrona do escritório, e, enquanto sua cadelona lambia seus pés ele fumava vitorioso seu cigarro de sempre. __ Larga do meu pé e vai tomar um banho, minha mãe logo vai chegar. Mas não esquece ein? Nada de cuecas... suas calcinhas estão naquela sacola ali.

Uma gargalhada e um trago do cigarro fecham a cena, enquanto Claudio todo atrapalhado e dolorido saí de seu escritório carregando todos os seus presentes.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive CarlosFerx a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
28/07/2017 01:33:42
Muito bom! Como ele explicou pra mulher as calcinhas?
25/05/2017 22:45:00
kkkkkkkkkkk adorei


porno os pelinhos ralinhos da netinhaXvidios.ima.vai.atrais.do.imau.no.banho.pra.da.aelechorei no cavalete contos eroticosmassagem na prima mais velha conto fotoconto erotico huntergirls71irmalouca pra perdero cabaco pro irmarfilme pornô de 18 anos dando a buceta com pau grande e grosso chega batendo no YouTube regaçocontos eiroticos leilaporntia coroa bebeu fico com fogominha mãe me surpreendeu contos de incestomulheres lesbicas emcostamdo a bicetinha gosamdo e gemendobai uma punheta olhando minha sobrinha na praiaWESLLEYWEST-CASA DOS CONTOS EROTICOSisinuacao erotica pornochupando a b***** dela e ela chupando meu pau até nós gozarmos juntosesperma saindo na cueca cagada/pornoasistir sinlha dando aboceta para onegao escravocontos tia puta tio corno mansoxxvideos eu e minha manorada estuprandoconto erotico enteadosua puta ou seu viado o celular e meu e se quero asisti video porno tenho que asiste por que.paguei pra ter minha escolha desgraçamae punhetando filho quietinho no sofaContos vi a janara fudendogordinha novinha nua torturada escravizada pornô queridinho da titia menino pelado conto gaycontos eiroticos leilapornmulherpornocachorrocontos eiroticos leilapornandrew arlindo dellavoglio casa dos contoscasa dos contos eroticos com sobrinhos chupador de bucetacontos eroticos gostosa malhada encoxada no onibus bunda grandedorzinha contos sadomasoquismoxvideo irma delicia centa no colo do irmao e ñ aguenta o tesaodescuidando xvídiobemdotadoobesaporno pasto convinando irmao a nao fude irmavideo homen fodento cachorraContos erôticos de garotas que foram abusadas no trêmchupei meu tiox novinho fundeno papai e mamaecriola bumbum gg virgem primeiro anal com dotado gritafilha a reda causilha e pai empura rolaxvide ageito a bumda da esposa pau de burachatrali de filmis porno kinbengala com nifetaspincelar no grelo XVídeosConto gay viagem Onibus leitocontos eiroticos leilaporncimendo ni motel conto erotico zdlevou esposa pro.outro comer.tudo buceta e.cu boqueteesposa chorougeys se beijado de cueca XNXXvidiosgostosasyoutubexvideosContos eroticos gaysinho sendo enrabado pelos dois irmaos mais velho ao mesmo tempoFilme porno o dono da sinzala comendo as escrava tudo uma por umapornosacana traindo o marido com entregadorSexo on-line aclimação menagebusetinha branquinha so cabesinha sarechconto erotico fico tarado.cim uma buceta novilha babadinhaConto erotico apartamento 703 contos eroticosler contos eroticos de padres reaismozinho leva colega tô comendo novinha em casaLoirinha flagada cagando bem grosso no banheiro da Tiacontos de incestopinti de purracha xvideovidepporno com quatriplo aos gritoXxxvideos filha novinha atraza pra ir pra escola pra dar pro pai delaContos eroticos virgem estudacontos fetichesexo anal sem compaixãocontoseroticos aiaiiii to gosandocomeu o cu da inquilina Relato enrabada por um cavalo bem dotado zoofiliacrente safada contosdescabaça. abuceta com udedo. ou naocontos eroticos meus peitinhos mordiscados sem do nem piedadedesde pequena prático zoofilianao aguentei meu filho virou meu amante primeiro conto