Tesão e paixão

Um conto erótico de Marcello22003
Categoria: Heterossexual
Data: 26/11/2007 18:36:22
Nota 9.00
Assuntos: Heterossexual

Era aproximadamente 23 horas quando chegamos na casa de Patrícia. Desliguei o carro e ficamos conversando um pouco. Eu acabara de conhecer a Pat (como ela gostava de ser chamada) mas em pouquíssimo tempo a nossa sintonia era tão grande que parecia que nos conhecíamos a décadas. Tínhamos gostos muito parecidos e apreciávamos a companhia um do outro a ponto de sentirmos saudades no momento em que nos despedíamos. Patrícia era uma mulher muito bonita. Cerca de 1,70m, olhos azuis, uma pele sedosa, macia, cabelos negros lisos e longos na altura da cintura, coxas grossas, e um par de seios de deixar qualquer um de boca aberta. Aquela mulher me excitava loucamente e eu a desejava demais, mas até então eu vinha sendo muito discreto, pois acabara de sair de um relacionamento e não queria colocar o carro adiante dos bois. Mas uma coisa diferente aconteceu naquela noite. Pat estava ansiosa, um pouco mais sorridente que o normal, o que demonstrava um certo nervosismo. Seus olhos brilhavam de uma forma um tanto estranha como se escondesse sentimentos profundos. Eu a observava tentando identificar o que causava aquela ansiedade com fui surpreendido com suas palavras.

- Cláudio – disse ela de chofre – eu tenho guardado isso tem alguns dias, mas não consigo mais me conter. Eu estou apaixonada por você!

Ouvir aquelas palavras da boca daquela mulher maravilhosa me deixou meio que parado por algum tempo como também envaidecido. Ela meio que notando minha reação me disse:

- Sei que você saiu de um relacionamento tumultuado e que pode não corresponder aos meus sentimentos, portanto não ficarei chateada.

Nesse momento eu rapidamente cortei o que ela dizia com um beijo. Após alguns minutos eu disse a ela que sentia o mesmo, mas que estava dando tempo ao tempo e por isso não tinha apressado nada. Ela sorriu radiante e nos beijamos novamente. Um beijo gostoso, quente, molhado, demorado. Ela me convidou em seguida para subirmos ao seu apartamento. Nos sentamos, conversamos um pouco mais, nos beijamos e ela me pediu um tempo para tomar um banho, no que eu concordei, já imaginando o que aquela noite nos reservava. Tomei um vinho e coloquei uma música no aparelho de som. Alguns minutos depois Pat aparece com um baby doll de cetim pérola. Parecia uma deusa. Ela estava um pouco tímida e com isso estava ainda mais linda. Quando a vi não me contive. A abracei, acariciando seus cabelos procurei sua boca úmida e carnuda e a beijei com uma sofreguidão, como se o tempo naquele instante, parasse apenas para nós dois. A música ao fundo tocava uma antiga melodia de Frank Sinatra e embalava nossos sentimentos. Comecei a retirar seu baby doll, sem pressa alguma, sentia sua pele se arrepiar quando meus dedos nela tocavam. Beijei seu pescoço, sua nuca até atingir os bicos rosados de seus seios. Mordisquei com certa energia, arrancando um gritinho abafado de Patrícia. Sua respiração estava cada vez mais acelerada. Chupei gulosamente cada mamilo. Fui descendo minha boca por sua barriguinha lisa, sentindo seu peito arfar cada vez mais intensamente. Deitei-a no sofá, afastei carinhosamente suas pernas e passei a língua em seu clitóris que a esta altura encontrava-se entumescido. Pat gritou de prazer. Minha língua fazia seu papel, passando rapidamente por sua xana maravilhosa. Lambia agora de uma forma descontrolada seus pequenos e grandes lábios vaginais. Enfiava um dedo em sua bucetinha, percebendo o quanto Pat era apertadinha. Ela falava palavras desconexas. Parei de saborear sua xana e olhei em seus lindos olhos que estavam ainda mais azuis. Brilhando de tanto prazer. Patrícia gozou dando um gemido longo que me deixou ainda mais excitado.

Me livrei rapidamente de minha roupa, ficando de pé e Pat ajoelhada entre minhas pernas. Ela pegou em meu membro duro, o acariciou, e em seguida passou a lambê-lo gostosamente. O colocava na boca, retirava, lambendo meu suco que já começava a querer despontar. Patrícia realmente sabia chupar e com seu carinho e seu tesão acabei gozando em sua boca. Puxando-a pelas mãos fomos tomar uma ducha. E lá, eu a apertava, beijava e sentia aquele corpo lindo e quente junto ao meu. Estávamos excitados de novo e repetimos o oral novamente, sendo que primeiro ela me chupou e em seguida eu a lambi. Fomos direto pra cama. Pat deitou-se e eu fui por cima dela. Esfregando meu pau duro em sua xaninha deliciosa e empurrando aos poucos. Pat gemia muito. Após uma resistência considerável meu pau foi sugado pra dentro de sua bucetinha linda e naquele momento bem molhadinha. Comecei um vaivém acelerado, e beijava aquela boca linda com muita vontade. Trocamos de posição. Me deitei de costas e Pat veio por cima, encaixando sua grutinha em meu pau e descendo devagar. Ela rebolava deliciosamente e eu quase a ponto de explodir. Mudamos de posição de novo e a coloquei de quatro. Que bunda linda Pat tinha. Uma bundinha durinha, lisa e com um cuzinho rosado. A penetrei na xana, dando estocadas firmes e fortes, fazendo-a gozar alguns minutos depois com uns gemidos que, misturados a visão de seu belo cuzinho, me fizeram querer penetrá-la por trás. A princípio ela reagiu dizendo que doeria, mas com muito tato e carinho a convenci a me dar seu rabinho. Lubrifiquei o dedo e também seu ânus e a fui penetrando devagarzinho, enquanto também penetrava em sua xaninha. Pat gemia de novo baixinho. Fui acelerando os movimentos em sua xana e ao mesmo tempo em seu cuzinho com o dedo, até que ela mesma me pediu para penetrá-la. Esfreguei o cacete em seu rabinho e fui a penetrando devagar, parando vez por outra para meu cacete se acomodar em seu cuzinho. Fui acelerando aos poucos e Pat agora estava descontrolada. Dizendo que estava muito gostoso, que jamais imaginava que seria assim tão bom. A penetrei então rapidamente, aceleradamente, enfiando meu dedo em sua bucetinha. Segurando forte em sua cintura, aumentei os movimentos e gozei fartamente em sua bundinha maravilhosa. Fiquei um pouco ainda dentro e depois fui retirando meu pau. Meu esperma insistia em escorrer de seu cuzinho lindo. Fomos tomar um novo banho felizes por estarmos juntos e termos toda aquela sintonia.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive marcello22002 a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
28/11/2007 18:20:46
Para o cocôcghi, sei que você esta chateado com as coisas que eu escrevera reverente a trupe de palhaços que é a sua família, tudo bem não falo mais sobre esses chipanzés, mais essa será a minha ultima trepida para suas resposta já que você é incapaz de produzir mais de um texto por dia e repete o mesmo varias vezes, com certeza você deve ser mais um fudido que dar a bunda ao dono da Lan House para utilizar a internet, então vai tomar no seu cu e morra de uma vez que todos já sabem que você esta com AIDS bicha. Para conto vai levar ZERO.
28/11/2007 15:37:19
Gostei do seu estilo de escrita. Muito bem elaborado o seu texto. Só achei que deveria ter apimentado um pouco mais... e obrigada pelo comentário e voto no meu conto. bjssss
27/11/2007 21:25:39
Como é malvada essa BICHA VELHA do pastor julio, vuldo "PASTORINHA DO CU FEDIDO". Nunca conseguiu mulher e vem falar sobre aquilo que não teve capacidade para esperimentar. E a BAIANINHA chibunguinha, HEIN GENTE? Trabalhou de padeiro e queimou rosca muitas vezes. Agora, porque não consegue quem lhe coma, vem destiular seus traumas de infância neste site, criticando de forma ofensiva quem tem capacidade para publicar. ASSUMAM que foram MOLESTADOS na infância, que adoraram o ocorrido e que agora procuram um homem só pra poder chamar de seus, pra apagar o fogo que lhes consome o rabo. Felicidades, BICHONAS VELHAS... É o que lhes deseja o COCÔGHI... aH... AH! PROPÓSITO, baianinha querida, minha família manda lembranças à sua, afinal colegas de fé, ops, de profissão, têm que se manter sempre unidas.
27/11/2007 17:47:33
Mais uma vez o idiota do cocôghi, tenta manifestar suas intenções homossexuais em outra pessoa. Cara você já mostrou que é meu fã, mas vai procurar tratamento, pois esta ficando chato e repetitivo deve ser tão burro quanto os seus pais. Falando de seus pais, a vadia da sua mãe já parou de fazer vida? Ou aquela puta velha desdentada continua indo para o brega dar algumas chupadas em travestir e velhos doentes e seu pai não iria deixar essa vaca trazer o dinheiro sozinha para casa, ainda continua trabalhando no calçadão como travesti? Sua família é uma desgraça mesmo, você deve ser mais que esta na fila para fazer a mudança de sexo, mas como tem AIDS, não sabe se vai conseguir, espero que você morra logo e nos livre de mais bicha AIDÉTICA no mundo. O cara é tão incompetente que só consegue fazer um texto e depois fica repetindo ele varias vezes mostrando que é um débil mental e analfabeto, pois não tem capacidade para construir mais de um texto. ZERO
27/11/2007 16:16:33
Não consegui gostar de seu conto, mesmo assim tenho que admitir que vc escreve bem.
26/11/2007 20:47:10
ah !! a pat, que mulherão... minha namorada achou-a o máximo e eu mais ainda...marcelo, vc é um cara sortudo. o conto é gostoso. valeu!
26/11/2007 20:29:47
A PASTORINHA e a BAININHA; duas bichas velhas e amargas. Tem coisa pior que uma bicha VELHA e AMARGA? Velhas até dá pra entender e aceitar, mas AMARGAS? Só Deus pra acolher. E são amargas e rancorosas devido ao fato de AMBOS TEREM SIDO MOLESTADOS NA INFÂNCIA e também porque se róem de ciúmes pela capacidade dos outros que publicam contos neste site. Na verdade as bichonas; BAIANINHO SAFADINHAAAA e o PASTORINHA JULINHA SEVERINHAAAA, só querem aparecer e como não têm capacidade para criar, servem-se deste espaço para criticar. VÃO DAR O CU CAMBADA e deixem quem tem capacidade em paz, suas boiolinhas ENRUSTIDINHAS...
26/11/2007 19:25:29
Eu sou mau, mau, mau... Me penitencio... Não devia ter entregue a coleguinha, BAININHA SAFADINHA. Foi mal... Desculpe aí,.. Coitadinha... Mas sugiro terapia de grupo. Junta aí com a PASTORINHA JULIO SEVERINHA, cada um contas ao outro a maneira como foram abusados na infância... Unam-se no infortúnio e façam um pacto. Mesmo enojados, um come o cu do outro. Claro que como não conseguem se excitar sem um pau no cu, ambos deverão comprar uma calcinha com um pau de silicone acoplado. Estou certo que se mantiverem este pacto por um período mínimo de 10 anos, ambos deixarão de ser tão revoltados. E estarão curados e ASSUMIDOS...


conto erotico huntergirls71corno filmando doi negao gozando cuda sua esposa ele chupa seucuomem mostra o penis de 25 centimitroxsvideo de porno casero itiada fudeno com padrasto armadocontos eiroticos leilapornpadrasto fazendo xvideo com inteada as 6h da manha a Mae no quarto dormindogta mulher anda pelada e fala voce enfia seu pinto na minha bucetacarine patricinha casa dos contoscontos eróticos gay 2017conto erotico enteada safada assediandomeu enteado minha perdicao bucetacontos maesinha mw deu cuzinnhoVer mulheres deitada com a buceta sem calcinha e a bertinha saino galaconto erótico dei a bct ao mordomo"caralho entalado" contocontos eroticos coroas peidoreiras do iteriorvideo porno mulher dando primeira vez na frente do marido casa de cuingue curitibacontos eróticos forçado a virar meninacontos incesto gayagarei minha sogra afosa ela fez cu doce e comi elacontos eroticos.dei uma mini saia pra minha esposa crente e virei corno dos amigosEncoxada Casada com d cord mansa da irma esta lendo livro começei a lisar ela ate comer o rabo dela pornoassistir videos de mulheres dando o aaáaaaaaaaaesquece o Paysandu virgindade da filha bem novinhaxchamester vovôzinhovídeo de sexo com matuto. na piscina de sucameninas caipirinhas lindas com a buceta encharcada de tesao metendo muito paus grandesAS CARIOCAS PORNO VIOLENTO 2009estorias de sexo acordei com meu padrasto me chupandoXVídeos novinhas Idelmar negão arrombando tudomadame casada recatada não resiste ao pau do ... e chupaengolindo porta no ônibus na viagemcasa dos contos zoofilia com viralatasxvidio casas trepando sogra cochilqndo e xunhado tomando cervejqxividio deita vo come teu cucontos incesto mae gts desse jeito eu gosp dentro xvideosContos eroticos homen come mulher bebada dormindoadoro ser enrabada conto eroticoxvideovideo conto estriperGays gostososcontoscontos eriticos tia marluce e sobrinho pauzudoVoltei arrombada e cheia de porra mostrei para o cornoporno chuva douradaan american tale cornopornô grátis só contos eróticos sogra cozinhasessentona casada nao resistiu vendo o macho de pau duro tomando banho e fodeuContos eroticos marido de pinto pequeno chama amigo roludo para esposa certinhapornobjssúltimos contos eróticos gaycontos eroticos gay inicio fui surpreendido por um adulto dando minha bundinha e fui xantageadocontos eroticos gratis transformei minha esposa em uma putapai mostro e medo choro poradas xvideosconto gay aprendendo a passar a marcha com o coroaconto sexo por crackcrente e vizinho cassetudo conto eroticocoroa safada deixa emcanador estigado xvideoxvidio mulhe casada. dexa marido dentro priquito brasilerocontos fui fazer massagem e recebi chupadas n buceta das massagistasquadrinhos eroticos cunhada sedentacontos romanticos gayscontos mostrei minha buceta pro moo do gaswww.casadoscontos.com.br.texto-o doce nas suas veias (Capitulo 6)meu conto erótico da Fiat Fiat toro vai comer elacontoerotico eu namorada mae e tiobaixar xixi pornô caseiro marido vai trabalhar mulher chama mecânico arruma carronovinho safadocontos eroticos.sou uma ninfeta crenta da buceta enorme.www.xvideo com novia da favela a dora regasa o cu e tem que filma a cara da vadeasexo anal sem compaixãovideo porno com mulhe traido o marido e foi amesada que nao da cugueixa mujonacontos boquete pagamentocumeo cu abuçeta da irma gostosa bundudameu tio virou dono da minha esposaCasa dos contos eroticos paguei pra deflorara filha do caseiro esposa novinha do bundão grandão nua despeitonovinha estruprada e anal aforca ogrigada wd