Priminha curiosa

Um conto erótico de Lucas
Categoria: Heterossexual
Data: 24/01/2002 13:36:13
Nota 9.00
Assuntos: Heterossexual

Me chamo Lucas, tenho 17 anos e vou lhes relatar o que me aconteceu há um ano.

Era início de janeiro, e fomos viajar para o Rio Grande do Sul, passar nossas férias na praia de Capão da Canoa - RS, fomos eu e 2 irmãos meu, e no outro carro foram meus tios e minhas duas primas, a mais velha, a Tifane e sua irmãzinha mais nova, a Talita que era um tesãozinho que prima, apesar do corpo ainda em formação, já possuía uma bundinha arrebitadinha e uns peitinhos relativamente grandes para sua idade mas durinhos e empinados, tinha um rosto lindo, cabelos lisos e compridos, e pernas bem torneadas. Ficamos numa casa de dois quartos mas uma sala bem espaçosa, meus tios ficaram num quarto, minhas primas no outro e eu e meus irmãos ficamos dormindo no chão da sala.

A nossa programação era sempre ir à praia de manhã, voltar para almoçar em casa, dormir até umas 3:00 hs e voltar à praia até umas 7:00hs, sempre depois do almoço, eu, meus irmãos e minhas primas, ficávamos todos deitados nos colchões da sala assistindo TV até pegar no sono, isso quando não ficávamos brincando de lutinha todos contra todos, nessas brincadeiras, comecei a reparar na minha prima mais nova, sempre que ela tinha oportunidade, ela passava a mão nas nossas bundas, nossas pernas e nossos paus como se fosse sem querer, todos ali não davam bola pensando mesmo que era sem querer, as suas pegadas me deixavam com tesão, Talita nunca tinha ficado com ninguém ainda, um corpo de homem nu somente o de seus pai quando o espiava tomando banho, talvez por isso a curiosidade de Talita em ver como era um cacete, senti-lo e tocar num corpo de homem cresceu a tal ponto que à levava a fazer isso, pois não ousava desrespeitar se pai. Naquele dia, meus tios depois do almoço estavam dormindo no seu quarto e todos na sala haviam dormido, somente eu e Talita que não, então peguei um lençol, e fui me deitar do lado de Talita alegando que queria dormir, me cobri e comecei a fingir que estava dormindo, passaram-se uns 20 min. e eu senti a mão dela pousar sobre minha perna e ir em direção à minha virilha, ela parou um pouco para ver se eu não acordava, vendo que eu nem me mexi, ela pousou sua mão sobre meu pau e começou a dar leves apalpadas, aquilo me deixou louco de tesão e meu pau ficou duro igual pedra, ela então começou a colocar sua mão por dentro do meu calção envolvendo meu pau com aquela mãozinha lisinha de anjo, aquele era o primeiro cacete que ela tocava, por isso não tinha muito jeito para segurá-lo, mas seus movimentos me proporcionava tanto prazer que eu tive que me concentrar para não gozar, ficou nisso mais uns 25 min. até que o pai dela entrou na sala para nos chamar para ir à praia, ela tirou rapidamente a sua mão, eu fingi que não reparei e ninguém na sala viu, pois o lençol escondia, ela se levantou e foi para o banheiro e nós ficamos nos arrumando. Estávamos quase saindo, mas minha tia veio me pedir para ficar esperando Talita pois ela estava no banheiro passando creme no cabelo, disse à ela que não tinha problema que eu ficava esperando para ela não ir sozinha depois, eles então foram a praia e eu fiquei na sala pensando algum propósito para entrar naquele banheiro, peguei meu barbeador e bati na porta pedindo para entrar, que precisava me barbear e falei que não tinha problema, pois eu não conseguiria vê-la através do box. Ela me deixou entrar, estava tomando um banho e eu comecei a me barbear e conversar com ela:

- Dormiu bem Talita?

- Dormi, estava morta de cansada de hoje de manhã!

- Será, não foi o que eu reparei.

- O que foi que você reparou? - Perguntou assustada.

- Você ficou o tempo todo passando a mão em mim, inclusive no meu pau.

- Meu Deus, eu não acredito que você estava acordado, tô perdida, por favor Lucas não conta pra ninguém eu te imploro.

Ela estava desesperada pela hipótese de seu pai ficar sabendo, eu aproveitando seu desespero perguntei-lhe.

- Pode ficar tranqüila Talitinha, ninguém vai ficar sabendo disso não, mais com uma condição, quero tomar banho junto com você, caso contrário seu pai ficará sabendo.

- Aí Lucas, por favor, eu morro de vergonha de você me ver pelada, pede outra coisa!

- Da mesma forma que você morre de curiosidade pelo meu corpo, eu tenho pelo seu!!

- Tudo bem, mas você não vai fazer nada de mais, não é?

- Claro que não - Tranquilizei-a.

Dito isso eu abri o box lentamente já completamente nu, e fui entrando e vi uma das cenas mais lindas da minha vida, aquela guria linda, com seus peitinhos durinhos, empinados e com os biquinhos rosa, uma cinturinha perfeita, bunda redonda e empinada, pernas compridas e torneadas e uma bucetinha que começava a nascer pentelhos, pequena e cheirosa, um monumento de menina, estava encostada no canto da parede, com uma carinha de ingênua, toda envergonhada e admirada com o meu corpo, fui me aproximando dela e passei a mão no seu rosto e disse:

- Olha Talita, eu sei que você tem vergonha de mostrar o seu corpo e tem vontade de ver o meu, portanto porque a gente não fica mais a vontade, você me ensaboa, eu te ensabôo, eu sei que você tá louca para fazer isso, mas está com vergonha, vamos deixar essa vergonha de lado e faz tudo que você tem vontade de fazer, eu juro que não falo pra ninguém, a propósito, você nunca beijou na boca, né? Não quer beijar agora?

Ela ficou me olhando sem conseguir dizer nada, eu fui me aproximando e fui encostando meus lábios nos seus até tocá-los e invadir sua boca com minha língua, meu Deus que lábios deliciosos tem minha prima, fiquei beijando-a e com a mão levei sua mão até minhas costas, ela foi perdendo a vergonha e começou a corresponder o meu beijo.

- Nossa primo, como é bom, sempre tive vontade de fazer isso contigo, você é muito gostoso, até perdi a vergonha.

- Então deixe eu lavar o seu corpo para eu senti-la.

- Tudo bem, mas não passa a mão na minha buceta, que eu não estou preparada para isso.

Comecei então à ensaboá-la primeiro pelas costas passando depois para bundinha, fiquei massageando um pouco sua bunda enquanto ela dava leves gemidos, perguntei-a aonde ela sentia tesão, ela me respondeu que sentia muito tesão na bunda, nos seios e na buceta é claro, passei a mão no seu reguinho, e subi para seus peitos, ela deu um gritinho e deu uma risadinha, comecei então à ensaboar seus seios passando a mão neles, perguntei se podia chupá-los, ela fez um sinal de positivo então eu comecei à sugá-los um depois o outro, passando a língua sobre os biquinhos, ela gemeu alto então dei mais um beijo na sua boca, respeitando o pedido dela em não tocar na sua bucetinha. Acabado isso, falei que agora era sua vez de me lavar, ela então começou a ensaboar meu peito vagarosamente depois se dirigiu até minhas costas seguindo para minha bunda, ela estava meio receosa de pegar, mais eu a tranqüilizei e ela tomou coragem e passou a mão nela, passou depois para as pernas e depois levantou-se de frente para mim, disse-lhe que estava faltando uma parte, elas olhou para o meu cacete que à essa hora estava completamente duro, e se ajoelhou diante dele, passou sabonete no membro e no meu saco, depois começou a acariciá-lo com se estivesse batendo uma punheta para mim.

- Você acha ele bonito?

- Sim, ele é muito bonito, e grande também!!

- Porque você não põe ele na boca para sentir o gosto, eu sei que você está morrendo de vontade.

Ela olhou um pouco para mim, voltou os olhos em direção à meu pau e lentamente foi engolindo, até desaparecer na sua boquinha, apesar da inexperiência, ela chupava muito bem meu pau, eu gemia alto e ela começou a apresar seus movimentos, quando senti que iria gozar, tirei sua boca do meu pau deixei-a de pé e abracei-a por trás roçando meu pau na sua bundinha, ela mais uma vez soltou um gritinho.

- E aí, gostou de chupar?

- Adorei, é muito melhor do que eu pensava.

- Gosta que eu fico encostando meu pau na sua bunda?

- É ótimo, me dá um tesão.

Ajeitei meu pau entre suas nádegas e comecei a massagear seus seios, ela se contorcia de tesão, aproveitando aquele momento, fui deslizando uma de minhas mãos até sua bucetinha, pousei minha sobre a entrada e fiquei massageando, ela pedia para que eu parasse mas ao mesmo tempo forçava minha mão contra sua buceta, seu tesão era incontrolável, iniciei então a introdução de um dedo dentro de sua buceta, fui botando devagarinho até encontrar a resistência do seu hímen, comecei a masturbá-la, fui aproximando minha boca do seu ouvido que perguntei se ela não queria me dar aquela bucetinha linda, ela pediu pelo amor de Deus que eu não fizesse aquilo, pois seria injusto, pois naquela situação ela não resistiria à nada, pensei um pouco e me conscientizei que não seria bom para ela no futuro, daí me veio a idéia de enrabá-la, disse a ela que no cuzinho além de ser muito gostoso, não teria nenhum problema no futuro, ela tentou resistir um pouco, mas mais uma vez seu tesão falou mais forte, botei-a de quatro debaixo do chuveiro, passei um pouco de sabonete no meu pau e na entrada do seu cuzinho, ela de quatro com aquela bundinha arrebitada era a coisa mais linda do mundo, coloquei meu pau na entrada do seu cuzinho e comecei a forçar um pouco, ela mordeu os lábios para não gritar, mas devido ao sabonete, meu pau entrou de uma vez no se cu, deixei ele parado até ela se recompor da dor inicial e comecei os movimentos de vai e vem, enfiando e tirando até o fim, ela gemia intensamente me pedindo para ir mais rápido, atendi o seu pedido e acelerei os movimentos contra aquela bundinha cada vez com mais força, perguntei se estava gostando, ela me pedia para não para pois estava quase gozando, dei alguma palmadas nas suas nádegas deixando as marcas, ela me pediu para que xingasse-a, comecei a chamá-la de piranha, putinha e tudo quando é nome enquanto fodia aquele cuzinho cada vez mais rápido, avisei que iria gozar, ela me pediu para gozar dentro do seu cu, eu dei mais algumas bombadas e despejei meu líquido dentro do seu anelzinho, caímos os dois no chão sem tirar meu pau de dentro, e ficamos alguns minutos ali com a água do chuveiro caindo sobre nossos corpos.

Nos recompusemos e fomos para praia nos encontrar com os outros, no caminho ficamos combinando outras situações para podemos repetir a experiência, pedi se ela queria namorar comigo escondido, ela topou, estou quase convencendo ela à me dar a buceta, quando conseguir, eu volto à escrever.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
07/02/2011 23:49:47
Excelente muito bommm...
07/01/2011 01:24:17
Porque nesses contos, as pessoas sempre desabam depois do sexo? E juntas no chao do benheiro! Eu a abraçaria e deitaria suavemente, pra nao machucar e o peso do meu corpo nao sufocar ou cultivar qualquer tipo de escoriaçoes, já que o namoro era escondido! E dar o cuzinho assim logo de cara, pra quem nunca tinha nem beijado... Pareceu forçado... Excitante, mas muito mentiroso.
10/09/2009 13:26:16
Nota 10, Ja Vivi Um Caso Parecido, Essas Primas Hein kkk, Ainda Bem Que Elas Existen, Bom Mesmo Nota 10
13/07/2009 20:55:59
O frajola é gay, vive levando pombada de um passarinho, O seu conto é ótimo brother continue escrevendo, Adorei... tem histórias parecidas que pretendo postar vlw...
03/06/2009 18:10:17
que tesão.
31/01/2009 21:22:20
quantos anos ela tem??? me empresta uma delas
31/01/2009 21:20:34
nossa cara que tesao
29/12/2008 13:45:45
Nossa. tu escreve muito bem. eu tive uma experiencia com o meu primo. mais nem era virgem mais, teve toda a grasciosidade do seu conto. houve uma resistencia no começo.. mais a vontade de dá pro primo gostoso foi maior rsrs Parabéns
04/12/2008 17:16:06
cara ta de parabéns velho só acredito pq ja passei por isso com 2 priminhas ^^ muito bommmmmm eu deveria relatar os meus contos é melhor ficar só lendo ^^ flw.
20/10/2008 14:37:21
cara se é muito bom descreveu o conto em cada detalhe voce devia escrever contos normais(nao eroticos)pois eu sou professor de portugues e achei que voce seria um grande escritor
10/09/2008 04:19:38
nossa aodorei fiquei muito exitado parabens
01/09/2008 11:39:12
bem interessante, um conto com bons detalhes, ta de parabens pecou em algumas coisas, mas é natural... nota 8.0
18/03/2008 20:42:02
bom conto mano mas é sempre bom lembrar, é bom que tenha sido apenas conto pedofilia é foda.
01/03/2008 03:06:52
Incrivel...vc inspira com esse conto exitante e envolvente tudo que precisa em um conto vc atriu o leitor a quere ler mais e mais..não inporta oque digam esta demais..parabens
26/04/2007 15:11:03
cara, vc escreve bem! quer emprestar tua prima?? mt exitante! parabens!
27/02/2007 16:57:58
Se é mentira ou verade, não me interessa, aki é pra escrever conto, mas q é muito bom, só os invejosos podem negar!
27/02/2007 15:57:39
Maravilhoso, gozei lendo isso, vc escreve mt bem ;)
24/02/2007 14:06:07
Parabens, tbm tive esperiencias assim com primas, nuas mas nunca cheguei a comelas.. só brincava quando criança. é muito bom parabens...
24/02/2007 06:41:50
Muito show esse conto.Muito consistente pois parace real
15/10/2006 21:41:01
Eu quero uma prima dessa.


travesti lari28contos eroticos de padastroTtai meu marida com nosso enqielino da rola gg vou contar como foiconto erotico trai meu noivo a noite toda na vespera do casanentotaludas d short gostosasmeteu esfíncter contos eroticosconto erotico trai meu noivo a noite toda na vespera do casanentoconto erotico estava comendo minha erma e estouro a camisinha e gosei dentro dela que ficou muita bprincesa baianopornosolandoa bucetinha virgem da gatinha cm o picacontos. de. dotado. enrabando. psicologa. no. consultoriocontos eroticos professoracontos eiroticos leilapornpadrasto castigando enteada sapecaadorei da o cu para meu cinhado contosvwio de lanterna o donzelo so que não xnxxVideo de duas mulheres tomando banho de biquini e se chupando e gritando de prazercontos de putari negraos quadradinhosrabaonegrovideos de homem pecando na puçeta de a coroacontos eroticos meu pai me comeu quando estava dormindo wattpadxvdio da mulher deixou o marido dormindo e foi da para outro ater gosa na picajapurunga peladaContos eróticos sobre arregaçei o Priquito dela com minha toraTitio gozando nas minhas tetinhas contos eróticosxvideocomi minha amiga de deitadominha esposa me falou q quer sentir outro pau na sua bucetaConto erotico andei mancando depois do negaocontos eroticos titias putas sobrinhos roludoscontos eroticos malv comendo as interesseiracasadoscontos estrupada por pivetesestupro esposa contos eroticoscomendo o cu ajuda do sonifero contosmxvideos meninas novas perdendo a vingidadecontos eiroticos leilapornvadia chupadora de buceta contosxvideosxvideos tchauxvideospersonal treiner encinando mulher fazer abdominal chupando pornobranquinha com bucetao de eguacontos eroticos...meu filho ricardinho comeu minha buceta inxadacontos eiroticos leilapornmexe e remexe putariabrasileiraXsvideos mulher torturando escravo nuvidio porno novas com.cavalo dominando apenetraçao gozocontis eroticos brincando de pique de esconderamiguinhos gay loirinhos fazendo troca trcontos eroticos ordenhavidio reau de negao gozado na boca de loira casada e corno olhadofotos. de pirocasde cavalobaizar ponografia cheirou a calcinha na casa d banhopan perdendo avingidade com tranksEu Queria arranjar uma queria que passasse um filme para mim né e mulher pelada para mim entendeuporno olhei peguei chupeipadrasto fica louco quando era antiga das Calcinhasx vídeo namorada dano a buceta pra pagar a dívida no agiotavideo porno casada chorte garupa motoencoxada conto eroticoconto erótico assim nasce uma travesticontos de sexo depilando a sograconto erotico virei passivover faveladas perdeno a vigidadesmeu tio me comeudei pro meu cunhadocontos eroticos de motorista pirocudo de madamecontos de sexo depilando a sogracontos eroticos de mae em praias/texto/201610900vidios de mulheres tranzando com caes trenados pr fuder elas no youtube"submisso" esposa conto eroticowww.casadoscontos branquela arrombadadez ano padastro gosa na minha bocacorpao cross friksmarcelo strause aguilarcontos eróticos evangelica peituda de vestido levepicudão fudendo uma xoxota apertadinha